Câmara discute concessão de empréstimos consignado para servidores da PMC


Carpina " width="528" height="307">

A Prefeitura de Carpina enviou para a Câmara de Vereadores da cidade, nesta terça-feira (15), um projeto de lei que solicita a autorização para firmar convênio com instituições bancárias para que funcionários possam contrair empréstimos bancários.

A matéria gerou embate entre parlamentares após o líder do governo, Aldinho do Danone (PDT), pediu a quebra do interstício regimental, para que a matéria fosse votada em caráter de urgência.

A tramitação da matéria dividiu a opinião na casa.

O vereador Diogo Prado (PCdoB) pediu para que o projeto fosse votado em outra sessão, já que a matéria entrou na pauta no final da tarde. “Recebi a pauta da sessão de hoje as 13h e não continha o projeto na pauta. Não tivemos tempo de analisar o projeto, que foi colocado em cima da hora”, falou.

Membro da Comissão de Constituição o vereador, Nicó do Cimento (PR), discordou da tramitação do projeto e não assinou o parecer da comissão que faz parte. “Faço parte da comissão e não assinei. Recebi o projeto em cima da hora, agora quando cheguei a sessão”, disse Nicó.

Manu Lapa (PTB) alertou que os funcionários fizeram a abertura de uma conta corrente, no banco que gerencia a conta da prefeitura, ao invés de ser uma conta salário “Como será feito um empréstimo consignado se os servidores abriram a conta no banco como conta corrente e não conta salário”, questionou a vereadora .

Já o vereador Neco da Kombi (PHS) defendeu que os funcionários estão em busca do empréstimo.

Eliton Lopes (PV) disse que não há problema em aprovar o projeto.

O projeto foi aprovado por 10 favoráveis e três abstenções.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade