Hoje faz 135 anos que Paudalho foi elevado á categoria de Cidade


Hoje o município de Paudalho completa 135 anos de elevação á categoria de cidade. O titulo honorifico foi concedido pelo Imperador Dom Pedro II, em 1811, através da lei nº 1318. A honraria era concedida a vila que se destacavam pelo seu desenvolvimento, no período.

O município do Paudalho começou a ser explorado no final do século XVI, com o corte do Pau-Brasil, existente em seu território. O nome da cidade de Paudalho surge da derivação de uma grande árvore secular que exalava cheiro completamente semelhante ao do alho que existia na margem direita do Rio Capibaribe, extremo oeste da Cidade, num lugar antes chamado de Itaíba, atualmente onde fica localizada a Ponte de Itaíba, centro da cidade.

A ocupação organizada das terras iniciou com um aldeamento indígena promovido pelos padres franciscanos: aldeia de Miritiba (corruptela do tupi mbiri-tyba, que, no dizer de Teodoro Sampaio, significa juncal). Esta aldeia localizava-se nos extremos de GoianaIgarassu e Tracunhaém, do lado esquerdo do Rio Capibaribe. Nesta aldeia nasceu o índio Poti, batizadoFelipe Camarão, herói da luta contra a ocupação holandesa. Posteriormente a região cresceu sob o impulso do cultivo dacana-de-açúcar e diversos engenhos estabeleceram-se na região. O primeiro registro é do Engenho Mussurepe, instalado por volta de 1630. Na primitiva aldeia indígena estabeleceu-se o Engenho Aldeia, de propriedade de Bartolomeu de Holanda Cavalcânti em 1660.

O povoado de Paudalho surgiu no entorno do engenho Paudalho, de propriedade do português Joaquim Domingos Teles.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade

  • Black Friday