Empresa apresenta proposta para implantação da Usina de Tratamento de Resíduos Sólidos da Mata Norte


Foto: Leôncio Francisco

Entre os grandes desafios assumidos pelos novos prefeitos eleitos, na Mata Norte de Pernambuco, está o fim dos lixões. Em todas as cidades da região grandes áreas, sem planejamento, são usadas para abrigar os resíduos que ficam a céu aberto. O chorume não é tratado, o que acaba contaminando o solo e a água.
Apesar das tentativas em atender a da Lei nº 12.305/2010, que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos, para a erradicação dos lixões a partir do estabelecimento de medidas corretivas e de compensação em favor do meio ambiente, não há nada concretizado. As consequências desse problema crônico são inúmeras para os moradores e o Meio Ambiente.

Na tarde desta quarta- feira (03), gestores da Mata Norte conheceram a proposta da ENGEEL Ambiental, com 10 anos de experiência no mercado, que pretende implantar uma Usina de Tratamento de Resíduos em Nazaré da Mata, mas que vai abranger inicialmente 13 municípios do seu entorno. O encontro aconteceu no UNO Hotel, na cidade de Carpina, e contou com a presença de vários gestores, representantes das prefeituras e do poder Legislativo Estadual.

Foto: Leôncio Francisco

Compareceram ao evento os prefeitos de Macaparana (Paulo Barbosa), Vicência (Guilherme Nunes), São Vicente Férrer (Marcone Santos), Chã de Alegria (Tarcísio Macena), Tracunhaém (Aluízio Xavier) e de Nazaré da Mata (Inácio Manoel). Além do deputado estadual Antônio Moraes e alguns secretários de governo representando outros gestores.

Segundo o levantamento realizado os municípios com pré-disposição para utilização do aterro são Lagoa do Itaenga, Paudalho, Carpina, Lagoa do Carro, Vicência, Macaparana, Aliança, Itaquitinga, Buenos Aires, Tracunhaém, Timbaúba e São Vicente Férrer. “A escolha do município de Nazaré da Mata como local para o estabelecimento do empreendimento ocorreu diante da localização geográfica, por estar em um eixo que possibilita outros municípios do entorno também serem beneficiados, a viabilização técnica e a desburocratização para a implantação do empreendimento”, pontua o Diretor Administrativo, Raudeny Santos.

A proposta do empreendimento atende as diretrizes da Lei nº 12.305/2010 e a seleção da área onde será construído o aterro sanitário para à disposição final de resíduos sólidos domiciliares atende também os critérios técnicos impostos pelas normas da ABNT (NBR 10.157).

O Engenheiro Civil responsável, Luzikenyo Veloso, em sua apresentação assegurou que a proposta de reduzir o volume de resíduos gerados, a ampliação da reciclagem, aliada a mecanismos de coleta seletiva com inclusão social de catadores, viés pedagógico escolar e a extinção dos lixões.
O projeto para a Usina de Tratamento de Resíduos em Nazaré da Mata faz parte de um estudo desenvolvido pela ENGEEL Ambiental, ao longo dos últimos 10 anos. O aterro sanitário é projetado para receber o lixo de forma correta, no qual o solo é impermeabilizado por uma base de argila e lona plástica, o que não permite que o chorume contamine o meio ambiente. Diariamente, o material é aterrado por equipamentos específicos para este fim.

No Centro de Tratamento de Resíduos (CTR) após o recebimento do lixo ocorre a eliminação do mal cheiro, triagem dos produtos recicláveis, orgânicos e inertes, bem como a compactação dos recicláveis. Será construída um vala de disposição dos não recicláveis (inertes), tratamento do lixo com reagente orgânico, compostagem da fração orgânica, a vermicompostagem para produção de Humus e o controle do odor e avifauna.

O sócio- diretor e Responsável Técnico da ENGEEL Ambiental, Emanuel Lásaro, destaca que após a licença para o funcionamento do empreendimento o prazo estimado é de 90 dias após o início dos trabalhos. Inicialmente serão gerados 150 empregos diretos, podendo ser ampliados os postos de trabalho.

Para a compensação ambiental o projeto pretende ainda promover ações de educação ambiental para os funcionários e através de um trabalho pedagógico em escolas e comunidades próximas sobre temas relacionados a sustentabilidade. Outra iniciativa será a implantação de um viveiro de mudas.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade