Sessão do júri é suspensa após réu apresentar sintomas de distúrbio mental em Carpina


Sem título

Estava tudo pronto. O Juiz pediu que fosse apresentado o réu para sentar no banco, mas, quando foram feitas as primeiras perguntas ao interrogado, nada respondido. Seria julgado o Réu: José Carlos de Souza, Carlinhos ou Combréia. Pesando contra ele a seguinte denúncia:

De acordo com o Ministério Público, na tarde do dia, 15 de Março do ano de 2013, próximo ao Bar do Matuto, em Lagoa do Carro, o denunciado desferiu diversos tiros de arma de fogo, contra as vítimas: Lucian Antônio da Silva, “Tatá”, e Romário Alves Sabino “Gu”. Não os matando por circunstâncias alheias á vontade do denunciado. Após Dr. Rildo Vieira da Silva, perguntar nome completo do advogado de defesa e de seus pais, o interrogado não responder e demonstrar comportamento anormal e semelhante a alguém com distúrbio mental, foi feito constar em ata e a sessão foi interrompida. Será feito o encaminhamento para um hospital psiquiátrico em Recife, a fim de ter um laudo do verdadeiro estado de saúde do Réu. O tribunal do Júri da comarca de Carpina, volta se reunir na próxima Terça-feira (29).

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade