Ipespe: Marília lidera com 35%, seguida de Anderson, Danilo e Raquel com 12% e Miguel figura com 11%


Com a eleição já batendo na porta, a quarta rodada da Pesquisa Eleições 2022 – Governo de Pernambuco, realizada pela Folha de Pernambuco em parceria com o Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (IPESPE), mostrou a estabilização da candidata Marília Arraes, do Solidariedade, em primeiro lugar, com 35% das intenções de voto. Mas é impossível determinar quem vai disputar o segundo turno com ela. Em segundo lugar, estão numericamente empatados: Anderson Ferreira (PL), Danilo Cabral (PSB) e Raquel Lyra (PSDB) – cada um com 12%. Em seguida, tecnicamente empatado, está Miguel Coelho (UB), com 11%.

O candidato do PTB, Wellington Carneiro, tem 1%. Entre os entrevistados, 12% disseram que não votam em nenhum dos candidatos ou preferem votar branco ou nulo. Já o percentual daqueles que disseram que não sabem ou não quiseram responder chegou ao menor patamar desde o início desta série: 4%. 

Em relação a quem o eleitor não votaria de jeito nenhum, Anderson Ferreira teve 27%; Danilo fica em segundo, com 20%, Marília  com 17%, Miguel com 11% e Raquel Lyra tem a menor rejeição, com 9%. 
O levantamento ouviu 1 mil pernambucanos nos dias 23, 24 e 25 de setembro de 2022. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95,45%. A pesquisa foi registrada no TRE/PE sob o protocolo PE-01647/2022 e no TSE sob o protocolo BR-09992/2022.

Evolução 

Em relação à pesquisa anterior Folha/IPESPE, divulgada no dia 12 de setembro, Marília manteve o mesmo percentual de votos. Raquel e Danilo também apresentaram estabilidade. As únicas oscilações observadas, dentro da margem de erro, foram de Anderson – que tinha 13% na última pesquisa e, agora, ficou com 12% – e de Miguel – que ficou com 10% antes e passou para 11%. 

Levando em conta o voto por gênero, entre os eleitores do sexo masculino, 32% disseram votar em Marília; 15% em Anderson; 12% em Raquel. Danilo e Miguel têm, cada um, 10%. Entre as mulheres, os votos se dividiram em Marília, 37%; Danilo, 14%; Raquel e Miguel, 12% cada e Anderson, 10%.

Entre os pesquisados que informaram ter entre 16 e 24 anos, 39% votam na candidata do Solidariedade. O ex-prefeito de Petrolina fica em segundo, com 16%. Raquel tem 13%, Danilo, 10% e Anderson, 9%. Entre os eleitores com mais de 60 anos, Marília fica com 32%. O socialista tem 16%. Ferreira tem 13%. Raquel, 10% e Miguel, 9%.

Nível escolar

Para quem tem apenas o ensino fundamental, 38% preferem Marília Arraes governadora. Outros 15% vão de Danilo. 9% querem Anderson e outros 9%, Raquel. Miguel fica com 8%. Para os eleitores com nível médio, o primeiro lugar é de Marília, com 32%. Anderson e Raquel têm 14% cada um. Miguel tem 13% e Danilo, 11%. Por último, para quem tem ensino superior, a liderança é de Marília, com 36%; seguida de Anderson, 19%. Raquel e Miguel ficaram com 14% cada e Danilo, com 10%.

Renda familiar

A pesquisa Folha/IPESPE também mostra a intenção de voto por renda familiar. Para quem recebe até dois salários mínimos, o resultado foi Marília, 38%; Danilo, 12%; Anderson, 11%; Raquel e Miguel, 10% para cada um. 

Na faixa de 2 a 5 salários, a líder tem 31%. A ex-prefeita de Caruaru fica em segundo com 16%. Anderson tem 14% das intenções. Já Danilo e Miguel empatam, marcando 11%. E entre os eleitores com renda acima de 5 salários, Marília fica com 30%; Anderson com 18%; Danilo e Miguel empatam novamente, mas com 15%; e Raquel alcança 13%.

Regiões

A indefinição sobre quem deverá disputar o segundo turno segue a mesma quando se leva em conta a localização geográfica do eleitor. Para os votantes da capital, a líder fica com 33%. O socialista tem 15%; Ferreira fica com 10%. Raquel e Miguel vêm na sequência com 8% e 7%, respectivamente. Os votos da periferia se dividem em Marília, 27%; Anderson, 18%; Cabral, 12%; Lyra, 11% e Coelho, 8%. E, no interior, a ordem muda um pouco. A líder é a mesma, com 39%. Mas Raquel e Miguel seguem atrás, com 14% e 13%, respectivamente; Danilo tem 12% e Anderson, 10%.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade