Com a participação da comunidade, 14 no Bairro foi realizado no Santo Antônio


Na noite da última terça-feira (13), os candidatos a prefeito de Carpina, Joaquim Lapa (PTB), a vice, Diogo Prado (PSC), juntamente com postulantes ao cargo de vereador e apoiadores, realizaram o 14 no Bairro, com a população do Bairro Santo Antônio. O evento ocorreu na Rua Genésio Trajano da Silva, a popular rua de Miro dos Bonecos.

A ação contou com a participação dos moradores do bairro Santo Antônio, que acompanharam o debate que abordou vários temas, no ritmo da transparência, na esperança da mudança, com o pulso firme e forte para o avanço.

Na ocasião, Diogo Prado destacou a importância do diálogo com os eleitores do Bairro Santo Antônio. “Todos nós devemos estar alinhados no mesmo discurso, na opinião, na mesma segurança, de que nós temos propostas e solidez nessas propostas pra representar a mudança que Carpina precisa”, relatou.

O candidato a vice-prefeito, ressaltou também a importância do bate papo para desmistificar os velhos e falhos argumentos da atual gestão contra a oposição. “A gente tem visto do lado de lá, o prefeito ter treinado alguns robôs, eles têm pago algumas pessoas pra estar repetindo 24h a mesma conversa[…] Eu sou doido pra conversar com uma pessoa que diz que Joaquim Fechou a Unidade Mista, pra ver o que ela vai dizer quando a gente for questionar: Por que a Unidade de Pediatria está fechada? Por que o Laboratório do Município está fechado? Por que uma senhora recentemente estava com Covid, recebeu alta e na madrugada ela faleceu de Covid? Por que se procura atendimento numa unidade de saúde, não tem remédio, não tem exame, não tem atenção do médico? Nós temos facilidade de argumentar com essas pessoas, porque eles são robôs, são treinados pra falar a mesma coisa. Mas quando nós chegarmos com a realidade de Carpina, a gente vai mostrar a essas pessoas que Botafogo não tem nenhum motivo pra ter mais 4 anos de gestão aqui na nossa cidade”, completou.

Em sua fala, Joaquim Lapa, abordou inicialmente o valor da comunidade do Bairro Santo Antônio na contribuição para o crescimento de Carpina, e questionou regressos que o município teve com a atual gestão. “Cadê o Santa Cruz de tanto nome, nosso clube de futebol? Cadê o nosso Lenhadores? As manhãs de sol, enquanto eu era prefeito, portas abertas do povo de Carpina. Cadê os nossos carnavais, as nossas escolas de samba, os nossos clubes, os nossos festejos? Tudo quem acabou foi esse indivíduo que tá aí, que deixou morrer tudo isso. Carpina tá triste”, enfatizou.

O candidato a prefeito, que abordou vários pontos durante o discurso, também falou do respeito e consideração com o povo, da importância da valorização dos professores e da educação na cidade, além de reiterar projetos do Plano de Governo de propostas para locais abandonados. “Nós vamos sim, fazer com que todas as mulheres pobres de Carpina tenham um Cartão Saúde para fazer seus exames, eu vou mostrar que nós temos condição de fazer todos esses exames e já escolhemos o local, onde foi a Nova Veículos. Ele (atual gestor) não vai vender”, finalizou.

Texto e Fotos: Equipe de Assessoria e Mídia – Joaquim Lapa e Diogo Prado

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade