Audiência pública discute segurança em Itaquitinga


IMG_20150902_152050A Câmara de Vereadores da cidade de Itaquitinga realizou, na tarde desta quarta-feira (02), uma audiência pública onde esteve em pauta a segurança pública do município. Os parlamentares destacaram em seus discursos a necessidade de um reforço policial para o município. A audiência foi solicitada pelo vereador Aderito Guarda (PDT).

Estiveram presentes o prefeito da cidade, Pablo Vidal (PDT), o vice-prefeito, Neco dos Correios (PSDB), o delegado regional,Pablo Augusto Tenório, o comandante do 2º BPM, Tenente Coronel João Bosco, o comandante do destacamento local, Sargento Júnior, o padre do município, José Roberto, e populares.

No plenário Vereador Edson de Moraes Pinho os participantes registraram os episódios, ocorridos na cidade. Arrastões, invasões de escolas, assaltos nas rodovias, homicídios, entre outros. O propositor da audiência, Aderito, disse que os moradores precisam recorrer a outros municípios para registrar as ocorrências, já que a cidade se encontra sem delegado titular.

O ex-militar e hoje vereador do município, José Felipe (PSB), falou quem em  anos de carreira nunca viu uma situação feito esta, que se encontra o município. “A situação é caótica!”, disse.

O delegado regional, Pablo Tenório, espera que a situação volte ao normal nos próximos 15 dias. “Havíamos estabelecido uma meta para a nossa região, que deu certo no primeiro mês após ser implantado. No mês de maio foram registrados apenas nove homicídios em toda a área de nossa atuação, mas infelizmente foi deflagrada uma greve que fez com que a operação desandasse, mas acreditamos que nos próximos quinze dias a situação se restabeleça”, adiantou o delegado.

Já o comandante do 2º BPM, Tenente Coronel João Bosco, se comprometeu reforçar o policiamento ostensivo na cidade. “Iremos dar uma maior atenção ao município, a partir de hoje (ontem), o GATI, outro efetivo estará realizando rondas na cidade e na zona rural do município”.

Uma outra audiência será marcada, desta vez será realizada no distrito de Chã de Sapé, na zona rural, onde é registrado um grande número de crimes na cidade. Na última semana bandidos invadiram uma escola e cometeram uma onda de assalto, levando aparelhos celulares das vítimas que assistiam a um ensaio da banda marcial da escola.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade