7ª edição da Festa da Alvorada leva apresentações para cidades da Mata Norte

A programação será realizada nas cidades de Nazaré da Mata e Tracunhaém, Zona da Mata de Pernambuco, entre os dias 21 (quarta-feira) e 24 (sábado) de setembro.


Acontece, entre os dias 23 e 24 de setembro, a 7ª edição da Festa da Alvorada. Evento vai ocupar cidades da Zona da Mata Norte de Pernambuco, com músicas, danças e apresentações de cultura popular, gratuitamente para a população. Já no período de 21 e 22 será realizada uma rodada de aulas-espetáculos em escolas públicas da região voltada à tradição da cultura do maracatu rural – Patrimônio da Cultura Brasileira.

O evento, que conta, pela primeira vez, com incentivo da Secretaria de Cultura do Estado, por meios dos recursos do Funcultura, será realizado nas cidades de Nazaré da Mata, Capital Estadual do Maracatu Rural, e, também, em Tracunhaém, Capital do Artesanato em Cerâmica, ambas localizadas na zona canavieira.

Durante a sexta-feira (23) e o sábado (24), o público vai poder conferir sete shows, entre artistas e grupos da região. Participam do evento o Maracatu Estrela Brilhante de Nazaré da Mata, Maracatu Águia Formosa de Tracunhaém, Coco de Fulô, Nailson Vieira e Ciranda Bela Rosa de Mestre Bi. Também se apresentam os artistas Siba e Maciel Salú, e o Som na Rural.

“Estamos muito felizes em poder participar e proporcionar esse momento cultural, juntos com os artistas, para nossa comunidade. Será um espaço de aproximação e socialização, para encontrarmos os amigos e celebrarmos a cultura popular e tradição do maracatu rural, que é Patrimônio Cultural do Brasil e símbolo de nossa tradição raiz”, afirma o coordenador geral do evento, Mestre Bi.

Em Nazaré da Mata, a festividade acontece no Parque dos Lanceiros, um dos principais cartões-postais da cidade. Lá, artistas como Siba e Maciel Salú, juntamente com os maracatus rurais Estrela Brilhante de Nazaré da Mata e Águia Formosa de Tracunhaém, participam de uma roda de mestres de maracatu rural. Logo em seguida, eles sobem ao palco para uma noite especial de duelo de poesia, entre mestres, contramestres, animados pela animação e dança dos folgazões no terreiro, até o dia amanhecer.

FORMAÇÃO

Já no período de 21 e 22 será realizada uma rodada de aulas-espetáculos voltadas à tradição do maracatu rural, em escolas públicas das cidades de Nazaré da Mata e Tracunhaém. Durante uma semana, a Festa da Alvorada vai ocupar espaços de ensino com atividades de música e de dança, além de muito conhecimento sobre a cultura popular. A ideia é que os professores dêem seus lugares para mestre, contramestre e brincantes da cultura popular da região, para que eles possam ministrar e transmitir seus saberes populares acerca da brincadeira do maracatu rural, revelando aos estudantes um mundo ainda muito desconhecido por muitos deles. A expectativa é que cerca de 500 estudantes sejam impactados pela iniciativa.

ARTISTAS

A programação conta com time de atrações que prometem animar o público durante os dias da festa. São eles: Siba, cantor, compositor e instrumentista; Maciel Salú, rabequeiro, cantor, compositor, mestre de maracatu-rural e militante das tradições populares. Também participam Maracatu de Baque Solto Estrela Brilhante de Nazaré da Mata; Ciranda Bela Rosa de Mestre Bi; Maracatu Águia Formosa de Tracunhaém; Coco de Fulô; e Nailson Vieira.

Sobre a Festa da Alvorada

A Festa da Alvorada é um evento de celebração à cultura popular do maracatu rural, tradição da Zona da Mata Norte do Estado, e que é Patrimônio Cultural do Brasil. O evento teve sua primeira edição realizada em 2015, após mobilização pública de artistas e grupos de cultura popular da região, insatisfeitos por uma lei de segurança pública incentivada pelo Ministério Público de Pernambuco, em 2014, que proibia atividades ligadas à cultura popular até o raiar o dia, como é tradição nos municípios da zona canavieira.

Diante da falta de liberdade de expressão e censura cultural imposto pelo documento, artistas como mestres de maracatu, Siba, Maciel Salú e Barachinha, criaram um movimento para protestar contra a medida, que tirava a liberdade pela livre expressão da cultura e tradição dos artistas. Afinal, a brincadeira do maracatu rural é realizada na região da Zona da Mata há mais de cem anos, com a participação especial de mestres, contramestres nos terreiros das sedes dos maracatus. Ao longo desta trajetória nunca foi, sequer, registrada qualquer ocorrência, ou queixa policial em virtude de algum caso de violência que possa ter origem nos encontros dos mestres.

À época, com apoio da população e da imprensa, os artistas encabeçaram uma audiência pública junto ao MPPE para pedir a derrubada das restrições. O encontro foi puxado por um conjunto de ações, incluindo várias denúncias feitas pelos próprios brincantes e grupos de maracatus rurais com relação às restrições do horário de término das sambadas e ensaios. Isto é, a medida colocava em risco a manutenção do maracatu, uma vez que é durante os ensaios e sambadas é que surgem novos mestres e músicos. Ou seja, um espaço importante para preservação, memória e tradição da cultura do maracatu rural.

Ainda em 2014, foi realizada a audiência pública. Na ocasião, as agremiações de maracatus denunciaram que, durante três anos, os maracatuzeiros foram obrigados por órgãos de segurança pública a terminarem os encontros dos folguedos até às 2h da manhã, contrariando a tradição que é seguir até o raiar do dia.
Diante da resistência dos artistas e dos moradores das cidades da região, as autoridades judiciárias e de seguranças pública do estado, acataram o pedido da comunidade cultural, impondo a derrubada do horário limite aos eventos. A partir daí, iniciou-se um inquérito no MPPE, que, meses depois, resultou em novo desdobramento. Desta vez, os promotores de Justiça, do MPPE, reconheceram o equívoco da legislação em voga, e defenderam as sambadas e ensaios dos maracatus rurais de possíveis coações da Polícia Militar.

Por meio de documento público, o MPPE ponderou que, o maracatu rural, é um Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, desde 2003. Logo, dada a sua importância, não haveria mais, a partir daquela data, qualquer inviabilização para realização do evento.

Diante do cenário da conquista cultura para toda comunidade, foi criado, naquele instante, a primeira edição da “Festa da Alvorada – Ensaio do Maracatu Estrela Brilhante de Nazaré da Mata”, a qual teve um diferencial dos costumeiros ensaios de maracatu, nas tradicionais sambadas, em não haver disputas; nem vencedor, nem perdedor – como se era de costume. Mas, sim, de festejar mais um fato importante na história da cultura popular do maracatu rural. Com isso, os grupos deixaram de lado a famosa disputa pelos melhores versos para dar espaço à união dos poetas presentes.

Desde então, ao longo dos últimos sete anos, sempre ao final dos encontros dos mestres, contramestres e folgazões, quando o dia vai raiando, eles se juntam para celebrar a liberdade e o respeito à tradição do maracatu rural. E a partir de então, todos os anos é realizada a Festa da Alvorada.

Foto divulgação em anexo

PROGRAMAÇÃO

Dia 21 | Quarta-feira

AULAS-ESPETÁCULOS (Cidade de Tracunhaém)

10h – Escola Estadual Agamenon Magalhães, às 10h

13h – Escola de Referência em Ensino Médio Dr. Walfredo Luiz Pessoa de Melo,

Dia 22 | Quinta-feira

AULAS ESPETÁCULOS (Cidade de Nazaré da Mata)

8h – Escola Municipal Monsenhor Carlos Calábria, às 8h

10h – Escola Municipal Dom Mota, às 10h

DIA 23 I SEXTA-FEIRA

SHOWS

Local: Parque dos Lanceiros – Nazaré da Mata – PE

A partir das 19h

Ciranda Bela Rosa de Mestre Bi

Coco de Fulô

Maciel Salú

Siba

Nailson Vieira

DIA 24 I SÁBADO

Local: Parque dos Lanceiros – Nazaré da Mata- PE

20h – Roda de Mestres – participação de Mestres e Mestras de Maracatu Rural

22h – Alvorada: Maracatus Águia Formosa de Tracunhaém e Estrela Brilhante de Nazaré da Mata e mestres convidados, além do Som na Rural.

Equipe técnica:

Coordenação geral: Mestre Bi

Produção: Rute Pajeú e Ricco Serafim

Consultora cultural: Joana D’Arc Ribeiro

Assessoria de imprensa: Salatiel Cícero

Incentivo: Funcultura/Governo de Pernambuco

Serviço

Quando: 21 e 24 de setembro de 2022

Onde: Tracunhaém e Nazaré da Mata

Classificação: Livre

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade