compesa_11-430x332
A Compesa inicia hoje um mutirão para negociar dívidas de inadimplentes da Região Metropolitana do Recife (RMR). Quem tiver contas de qualquer valor em atraso pode aproveitar condições de parcelamento em até 60 vezes ou se livrar de juros e multas, para quem pagar à vista. A Compesa também retira juros e multas para parcelamentos em até seis vezes. Será montada uma estrutura reforçada na loja de Olinda, para os casos mais complexos ou que exijam cálculo especializado, mas qualquer unidade está preparada para realizar negociações de qualquer cliente, inclusive empresas. A previsão é recuperar R$ 1 milhão em acordos no período, que vai até 9 de outubro.
De acordo com a gerente comercial da Compesa, Edilene Maria Soares, a dívida no estado inteiro já chega a quase R$ 700 milhões, mas a ideia é atingir principalmente inadimplentes residenciais. “Vamos focar no alvo central, que são os pequenos consumidores da Região Metropolitana, mas o valor total da dívida vigente inclui prédios públicos, empresas e indústrias, ou seja, qualquer um desses clientes pode realizar acordo. A ideia é resolver 100% dos casos no atendimento de quem nos procurar, para que ninguém saia sem conseguir se regularizar”, explica.
As medidas punitivas para quem não pagar as contas em dia são negativação do CPF e inclusão nos órgãos de proteção ao crédito, como SPC/Serasa, além da suspensão do fornecimento de água, o popular “corte”. “A inadimplência representa 8% no estado todo, que possui cerca de 1,7 milhão de clientes. São seis meses do faturamento da empresa, por exemplo. É muita gente que a equipe comercial não consegue dar conta”, justifica Edilene. “Por isso há pessoas que acumulam contas e não sofrem nenhuma intervenção da Compesa. A gente pede que negocie, porque uma hora a cobrança vai chegar, com todos os ônus aos inadimplentes. O ideal é que ninguém precise passar por isso”.
O coordenador comercial, Eudes Monteiro, reforça que estão aptos a participar do mutirão clientes que estejam em débito com a Compesa, inclusive por não concordarem com os valores cobrados. “Às vezes, o cliente recebe uma conta muito alta e não sabe que está com um vazamento em casa. Durante o mutirão, a proposta é que até esses casos que precisam de uma verificação no imóvel sejam resolvidos no mesmo dia”, adiantou o coordenador.
A unidade que terá equipe reforçada de atendentes fica na Avenida Getulio Vargas, 895, Bairro Novo. O atendimento vai das 8h às 17h (sem parada para almoço), de segunda a sexta-feira, e no sábado, das 8h às 12h. Os clientes precisam levar original e cópia do RG e CPF e uma conta de água. Quem mora em casa alugada precisa, ainda, do original e a cópia do contrato de locação.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade