Ciclo de diálogos, promovidos pela Jeep, chega a reta final


O Ciclo de Diálogos Online do projeto Vozes Daqui apresenta suas duas últimas transmissões da série de lives sobre educação nas próximas quarta-feira e quinta-feira, 09 e 10 de dezembro, respectivamente, às 15h00. Para encerrar a programação, as atividades irão trabalhar a importância da história oral como processo de inovação do ensino. As lives fazem parte da programação do projeto Vozes Daqui, que é realizado pela FCA em parceria com a Fundação Banco do Brasil, AVSI Brasil e Prefeitura Municipal de Goiana (PE), município onde está localizado o Polo Automotivo Jeep; e possui a finalidade de fomentar a educação pública. Desde 25 de novembro, a iniciativa tem desenvolvido sua primeira série de lives em prol das reflexões sobre temas atuais da educação. Todo o evento é aberto ao público e transmitido pelo canal do projeto na plataforma YouTube.

A terceira e a quarta lives contarão com a presença da recifense Luciana Lyra, atriz, diretora, escritora e professora do Departamento de Arte e Cultura Popular e da pós-graduação em Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Na atividade de 09 de dezembro, desenvolvida para professores e educadores, Luciana trará o tema “Criatividade e ensino inovador”. Já no dia seguinte, 10 de dezembro, em um horário dedicado aos alunos, a palestrante trabalhará com a temática na “Oficina de artes com foco na história e cultura de Goiana”.

Para o primeiro diálogo, Luciana Lyra irá entusiasmar os professores e educadores a produzirem com os alunos a prática lúdica na contribuição do desenvolvimento de uma aula mais dinâmica. Independentemente da utilização de recursos tecnológicos, o processo de inovação será abraçado pela criatividade no trabalho com as histórias orais.

“Vou falar um pouco da potência das histórias orais. Como falar dos mitos, fabulas, contos de fada, como são estórias potentes de revitalização das culturas. No contexto da Zona da Mata, tem o ‘Bumba meu boi’, ‘Maracatu Rural’, é uma região rica de mitos e produção artística do povo. Como isso pode ser estimulado e recontado para alunos como parte de reafirmação de espaços, culturas, e de entender que isso está vivo e é potente? A ideia é estimular os professores a recontarem essas histórias e fazer os alunos a recontarem essas histórias”, propõem.

Seguindo uma dinâmica de proporcionar uma oficina entrelaçada a temática da história oral, no dia seguinte, na live com os alunos, a palestrante trabalhará com os jovens algumas experiências que envolvem a escrita e o desenvolvimento de cenas; como por exemplo, a partir de uma contação de história de um livro, incentivar os alunos a escreverem e desenharem um processo de criação narrativa.

“As estórias – mitos, contos, fábulas – ensinam que você pode se voltar para os seus lugares de nascimento, seu quintal, o seu ‘de dentro’. Lá você inicia uma jornada para captar as poderosas imagens que nos circundam e nos habitam, as mensagens dos símbolos.  Em torno das nossas fogueiras, ao ouvir nossas estórias, colocamo-nos na experiência de estarmos vivas e vivos.Nos ensinam o que esta experiência é”, analisa Luciana Lyra sobre a importância do fortalecimento das estórias como parte da educação e cultura.

A série do Ciclo de Diálogos Online foi desenvolvida em quatro transmissões, três destinadas a professores e educadores e a última, uma oficina exclusiva para alunos. A estreia foi em 25 de novembro com a apresentação da jornalista Isly Viana sobre o tema “Educação, tecnologia e cultura digital”.  Já em 02 de dezembro, a palestrante Fernanda Cunha, professora da Escola da Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás, conduziu um diálogo com os professores e educadores sobre o tema “Desafios da Educação durante e depois da Pandemia”.

As apresentações são mediadas pela Margarida Azevedo, jornalista do Jornal do Commercio, de Recife (PE), com mais 20 anos de carreira. Margarida é especialista em educação e membro-fundadora do JEDUCA, Associação de Jornalistas de Educação.

Projeto Vozes Daqui

Desenvolvido e realizado pela Jeep em parceria com a Prefeitura Municipal de Goiana (PE), município que abriga o Polo Automotivo Jeep, Fundação Banco do Brasil e a ONG AVSI Brasil; o projeto tem o objetivo de potencializar o protagonismo de alunos, professores com acomunidade e promover a melhoria do ambiente escolar, fortalecendo a educação.

Iniciado em setembro de 2019 e com duração de três anos, a iniciativa desenvolve o trabalho em nove escolas municipais, com 450 alunos do Ensino Fundamental II, 25 professores e gestores escolares e 40 lideranças e moradores da comunidade.

Para auxiliar os alunos com atividades online, uma vez que as ações presenciais do Vozes Daqui foram suspensas durante o período da pandemia do Covid-19, o projeto adquiriu tablets, chips e internet para 180 alunos, de 10 a 15 anos. Dessa forma, os jovens utilizam o aparelho para acompanhar as aulas online nas atividades de Educomunicação. Em andamento, os alunos têm oficinas de audiovisual e fotografia com os profissionais Clarissa Dutra, Fotógrafa e educadora, e Pedro Severien, Cineasta e educador.

Outras ações concretizadas desde o início do Vozes Daqui são: capacitação dos professores, de forma online; revitalização da Escola Manuel César do distrito de Ponta de Pedras; reforma, implantação de biblioteca e sala Multimídia nas Escolas Irmã Marie Armelle Falguieres, no centro e Presidente Costa e Silva, no distrito de Tejucupapo e capacitações com gestores e alunos.

Programação das próximas lives:

Data: 09/12/2020

Horário: 15h00

Tema:  “Criatividade e ensino inovador”

Palestrante: Luciana Lyra

Para acessar a live, clique aqui.

A palestrante Luciana Lyra, nasceu em Recife (PE), e é atriz, encenadora, diretora, dramaturga e escritora. É professora do Departamento de Arte e Cultura Popular e da pós-graduação em Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Luciana é fundadora do estudo de investigação UNALUNA – Pesquisa e Criação em Arte, em São Paulo. Com participações no programa Encontro com Fátima Bernardes, ela explica, por exemplo, a origem do ritmo conhecido como coco, tradição em todo o Nordeste.

Data: 10/12/2020

Horário: 15h00

Tema:  “Oficina de artes com foco na história e cultura de Goiana” (destinado aos alunos)

Palestrante:  Luciana Lyra

Para acessar a live, clique aqui.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade