Justiça eleitoral mantem mandatos de vereadores de Vicência após julgar improcedentes as ações eleitorais


A Justiça Eleitoral manteve os mandatos de dois vereadores do partido PROS do município de Vicência, após julgar improcedentes duas ações, uma Ação de Investigação Judicial (AIJE) e outra Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME).

Os autores das ações foram os suplentes e ex-vereadores João Milanez e Nado da Banana, que almejavam os mandatos dos vereadores Pirraia de Angélicas e Almir de Melo, sob a alegação de que os parlamentares fraudaram a cota de gênero de candidaturas femininas para que pudessem se registrar como candidatos pelo PROS.


As mulheres candidatas não tiveram votos no pleito.

A Justiça Eleitoral acolheu a tese de defesa do advogado Dr Lyndon Johnson, que comemorou o resultado do julgamento.

“Sob os olhos da justiça e respeitando a vontade soberana do povo vicenciano, Almir de Melo e Pirraia de Angélicas seguirão desenvolvendo suas atividades parlamentares na Câmara Municipal de Vicência”, disse o advogado.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade