Secretaria de Turismo de Pernambuco lamenta morte da Mestra Maria Amélia

A artesã, que era patrimônio vivo de Pernambuco, faleceu aos 98 anos, após contrair o vírus da Covid-19.


Recife – Mestra Maria Amélia na 17° edição da Fenearte, a Feira Nacional de Negócios e Artesanato. (Sumaia Villela/Agência Brasil)

A Secretaria de Turismo de Pernambuco, através da Secretária, Milu Megale, lamentou a morte da Mestra Maria Amélia, ocorrida na manhã desta sexta-feira (11).

A artesã, que era patrimônio vivo de Pernambuco, faleceu aos 98 anos, após contrair o vírus da Covid-19.

Segue nota:

A Secretaria de Turismo e Lazer de Pernambuco, a Empetur e o Cais do Sertão lamentam o falecimento da artesã e mestra do barro Maria Amélia, do município de Tracunhaém, na Zona da Mata do Estado. Aos 98 anos, a artista deixa um legado importante para a cultura pernambucana. Teve sua arte popular exposta em todo o Brasil e no exterior. Recebeu o título de Patrimônio Vivo de Pernambuco em 2011 e ficou conhecida pelas imagens de santos católicos. Que esse amor pelo barro em toda a sua trajetória possa inspirar novas gerações de ceramistas.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade