Polícia prende trio acusado de latrocínio em Timbaúba


trioA Polícia Civil prendeu um trio acusado de cometer um latrocínio, no município de Timbaúba, neste domingo (19). Filipe João da Silva, Adriano Henrique Lima Silva e Renan Geraldo Silva foram presos como suspeitos de assassinar o jovem com golpes de facão e roubar a quantia de R$ 750. Segundo a policia, eles teriam insinuando que fariam sexo com a vítima, que era homossexual.

De acordo com o delegado Pablo de Carvalho, à frente da investigação, a busca da Polícia prendeu todos em flagrante ainda na manhã deste domingo. Eles foram encaminhados para o presídio de Timbaúba, onde estão presos.

“Os três estavam no bar do Joca, na Vila Cruangi, quando Argeci chegou e, como já se conheciam da comunidade, ofereceu para pagar uma bebida para os três, que perceberam que ele tinha acabado de receber o salário. Ele era funcionário da Usina Cruangi. Depois de beber, os três insinuaram que fariam sexo com a vítima e planejaram o crime. Pediram para a vítima ir a um campo próximo que eles chegariam em seguida ao local. E o crime ocorreu”, detalhou o delegado.

O corpo de Argeci foi encontrado despido da cintura para baixo e com o rosto desfigurado depois dos golpes de facão. Ainda segundo o delegado, que descartou o crime de homofobia, a divisão de apuração de homicídios de Goiana informou que não havia indícios de relações sexuais.

“A roupa retirada mostra que houve a insinuação e que o sexo aconteceria, mas acreditamos se tratar apenas de ação para fragilizar a vítima e efetuar o roubo seguido de morte”, afirmou Pablo de Carvalho.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade