A Novela Paudalhense – Parte 3: A EXCLUSÃO


Aconteceu nesta quarta-feira(28/01), de 19 horas, na câmara dos vereadores, uma nova reunião do Transporte Universitário, com uma presença estimada de mais 200 estudantes, 3 representantes do poder legislativo (Zé dinda, Teto do povo, e Luiz Carlos), representantes do poder executivo (entre eles, o secretário de administração e finanças, Juarez Gusmão), a comissão feita por 5 estudantes, além da população presente.

A reunião se resumiu em críticas pejorativas e construtivas, para alguns improdutiva, pois deixou espaço para ataques de cunho político a atual gestão. Cobranças por parte de pessoas sobre onde o dinheiro dos impostos estão sendo aplicados não faltaram.

Com a polêmica “taxa” abolida da pauta, e com a primeira comissão exonerada, por que a maioria dos “estudantes” não concordaram com a representação. Foi feita entre os estudantes a eleição da nova comissão.

Um fato de destaque foi a presença da Polícia Militar com viaturas e os guardas municipais que incomodou os estudantes que foram pacificamente. Mas segundo o Presidente do Poder Legislativo, foi uma medida para dar mais segurança a todos e ordem no espaço público para não acontecer o mesmo  fato de 2012.

Demoramos a escreve esse artigo pois esse capitulo, se fechou hoje de manhã.

A nova comissão se reuniu hoje pela manhã, na Secretaria de Educação com os representantes do poder executivo e segundo informações, o caminho que está sendo tomado pela nova comissão é “sem democracia”. Ou seja, será excludente. E talvez seja feita pelo números de vagas de acordo com a quantidade de veículos disponíveis.

A comissão está entrando na onda do Programa “Social”. Sabemos que nenhum programa de cunho social é democrático, pois limita. Limitação causada pelos critérios esses que não foram definidos, mas segundo informações “quem tiver uma boa renda familiar” estará fora do Transporte Universitário, se o número de vagas já estiverem preenchidas, diante da proposta sugerida.

A prioridade serão os mais pobres de acordo com um estudo sócio-economico pré-eliminar de cada estudante, feito com cadastro no CAD ÚNICO, para ter o NIS (Número de Inscrição Social) na Secretaria de Assistência Social.

Segundo alguns estudantes, “Parece ser justo”, mas para outros, fica “complicado a situação”, pois apesar de ter uma boa condição financeira familiar, o Transporte Universitário é um ajuda importante, e não conseguiria pagar o transporte próprio.

Segundo o Juarez Gusmão, de acordo com o cadastro pré-eliminares de 2014, o serviço transportou mais 800 estudantes do centro do município apenas para a Capital, em entrevista ao programa dizendo tudo, da Carpina FM.

A coisa ainda fica pior quando detectamos que são apenas 7 ônibus para Recife, onde se apresentar a maior demanda.

2 ônibus pela manhã
1 ônibus pela tarde
4 ônibus pela noite

segundo informações que conseguimos de estudantes, sem contar os ônibus que fazem os outros destinos.

Vamos para uma análise de um exemplo:

Cada ônibus tem em média 46 cadeiras. Multiplicado por 7, serão 322 vagas para ir sentado.
Cada ônibus permiter em média 28 pessoas em pé. Multiplicado por 7, serão 196 vagas para ir em pé.

O Resultado exato da soma será de 518 vagas para Recife. E onde colocaram os mais 300 estudantes? A Prefeitura irá aumentar a frota de veículos? Ou vai ser igual a Carpina, onde segundo os estudantes carpinenses, não há limitação, e os ônibus são super-lotados, apesar dos dois ônibus de ar-condicionado super confortáveis.

Apesar do esforço da nova comissão, repetimos, o país vive da democracia, onde todos participam, Todos pagam IMPOSTOS, e o Direito é de todos. Excluir não é o melhor caminho. Todos tem direito ao acesso a Educação.

A comissão ainda questionou a questão da “volta dos ônibus”, os representantes do governo informaram que o Prefeito irá informar quando irá retorna o serviço na próxima e última reunião, que acontecerá no sábado, às 15 horas no auditório do Colégio Municipal do Tancredo Neves.

O Capítulo Final dessa novela está marcado para este sábado, dia 31 de Janeiro de 2015, e finalmente será batido martelo de como vai ser o Transporte Universitário de Paudalho, convidamos e reforçamos que todos estudantes de ensino superior e técnicos e os paudalhenses devem comparecer em peso, é um momento histórico do município.

Ficamos honrados em ter acompanhado esse momento histórico e pela audiência.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade