Após mais de 1 ano e meio, Anjos volta a se apresentar em Nazaré da Mata


“O Coronavírus nunca me assustou!” Ao som da música de Tierry a banda Anjos, de Nazaré da Mata, deu início a sua apresentação musical, na noite de ontem (19), na Praça João Paulo XXIII, em frente a Catedral, no centro da cidade. A data marcou a volta das apresentações, após o período pandêmico. Foram mais de um ano e meio sem tocar para o público.

Fundada em julho de 2018 a Anjos conta com 50 componentes. O grupo foi formado por Tarcísio Justino, Eliel Gomes e Darlisson José. A ideia nasceu com o intuito de resgatar jovens com a música.

Os fundadores da banda tem como referência estudantil de ensino a escola de música Euterpina Juvenil Nazarena (Capa Bode) uma das bandas de música centenária da cidade. E hoje contam com os músicos de instrumento de sopro da Capa Bode e Revoltosa. Também com apoio do artista plástico Emerson Carlos, o mesmo contribui muito com a Independente Anjos, e aos amigos vereador Edielson Luiz (Mestre Sibia) que vem apoiando sempre, o amigo Afonso do Conselho, 15% Joias, Prefeitura Municipal de Nazaré Mata, e secretário de Educação Marcelo Nascimento.

Perguntado sobre o porque do nome Anjos, Tarcísio não soube responder ao certo. “Não tem um significado específico. É música, é vida, é prazer de fazer um som com uma família. A anjos tá viva em meio essa turbulência da pandemia”, disse.

Hoje a banda é dirigida por Carlos Vinicius, Marcelo Soares e Patrício e conta com os arranjos do músico Guilherme Otávio.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade