Pelo WhatsApp, Câmara de Lagoa de Itaenga aprova reajuste da taxa de iluminação pública

Não houve sessão presencial e nem virtual. Os votos foram colhidos, pelo presidente, através de aplicativo de mensagem.


A Câmara de Vereadores de Lagoa de Itaenga aprovou, na última segunda-feira (08), um projeto de lei, de autoria da prefeita da cidade, Graça do Moinho (PSB), onde reajusta os valores da cobrança da taxa de iluminação pública.

O projeto havia dado entrada na Casa João Cavalcanti Petribu, no mês de janeiro, onde tramitava nas comissões.

A votação, para aprovação da taxa, foi realizada pelo Presidente da Câmara, Eliel da Guarda (PDT), através do aplicativo de mensagem WhatsApp. Eliel enviou, para cada parlamentar da cidade, uma cópia do projeto e perguntou como seria o voto do vereador na matéria, colhendo assim os votos.

O projeto foi aprovado por 7 votos a 3. Professor Dorgival (Podemos), Drº Napoleão (PSB), Orlando na Saúde (PSB), Mery de Maria Luna (PDT), Beto Agripino (Podemos), Cunha do Banco (PSB) e Edilson Oliveira (PSB) foram favoráveis ao reajuste da taxa de iluminação pública. Já os vereadores Bio Caboclo (MDB), Paulo do Extra (MDB) e Luiz Vicente (PT) foram contrários.

Com a nova tabela, que começa a valer a partir deste mês, moradores que consomem mais de 50 KWH pagarão R$ 3,97. Esse valor é válido apenas para este ano. Em 2022 haverá outro reajuste, onde o consumidor pagará R$ 5,12 pelos mesmos 50 KWH. A taxa máxima aprovada é de R$ 130,15, para consumidores que consomem mais de 1.000 KWH. No próximo ano o valor pago será de R$ 145,16.

Já a alíquota para o comércio e indústria é de R$ 5,05 até 30 KWH e de R$ 230,53 acima de 1.000 KWH. Para o próximo ano o valor subirá para R$ 6,50 até 30 KWH e 280,15 para consumos acima de 1.000 KWH.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade