Autogestão e criatividade na pandemia

Paulo Neto lança música e clipe filmado e editado por ele, tudo feito no celular.


{“key”:”av4″}

“Completamente Ávido” chega às plataformas digitais de música na terça-feira, 1º de
Junho: primeira parceria internacional do artista vem acompanhada por um clipe
despretensioso, sutil e sensível.

Os tempos têm nos desafiado e, em meio à situação ainda de extrema fragilidade de
todos os setores e a necessidade do isolamento, a música e a cultura em geral têm sido
fundamentais para manter a saúde mental de todos nós.

A nova realidade trouxe à tona a falta de estrutura econômica da maioria dos
profissionais das artes e Paulo Neto tem criado alternativas para se manter ativo e vivo
em sua rede.  Em 2020, Paulo cantou individualmente para mais de duas mil pessoas,
via WhatsApp, com os  telegramas musicais da “Adote o Artista”, projeto criado junto
com seu companheiro Zé Ed, que viabilizou não só a possibilidade de trabalho para os
dois, como a de mais oito artistas autorais.

Agora Paulo lança o single “Completamente Ávido” em todos os aplicativos de música,
em mais uma parceria com o selo YB Music. A faixa autoral firma sua primeira
colaboração internacional com o compositor e produtor italiano Tony Canto, num
encontro de compositores promovido pela editora Dubas e a YB Music no início de
2020 em São Paulo. Na ocasião, a proposta do encontro com dinâmica de song camp
contou com a presença de Tony, e ainda de Guilherme Kafé – que assinou a direção
musical da faixa -, Maurício Tagliari, da YB, e Evandro dos Reis. Todos assinam parceria
na composição da música.

Entusiasmado com o resultado do trabalho alcançado nessa canção inédita, Paulo
seguiu com o trabalho de artesão na música e no clipe, com a pretensão de trazer a
reflexão de que somos capazes de desenhar e criar nossos próprios caminhos usando a
criatividade e sensibilidade, dentro da escassez. 

“Sempre participei efetivamente de todos processos dos meus clipes anteriores,
desde a criação, roteiro e narrativa, à edição e finalização. Atento e colocando
meu ponto de vista. Pra mim, criar e dirigir esse clipe foi uma extensão do
processo de composição. Me trouxe novas camadas e imagens para a música.
Estamos numa era em que a “selfie” fala muito sobre a gente, da curiosidade de
olhar o mundo pela perspectiva do outro também, que no fundo,  revela muito de
nós mesmos. Então eu quis trazer essa reflexão para este trabalho, o meu olhar
sobre o olhar do compositor.”  reflete Paulo.

As imagens do clipe foram gravadas em janeiro de 2021, em Pontas de Pedra, praia do
litoral norte pernambucano onde Paulo passou uma boa parte da infância, e contou
com a colaboração de dois artistas conterrâneos, Rafael Anaroli (Ator e diretor) e
Tyakuru (Cantor Performer), naturais de Condado/PE, sua cidade natal.  

“Quando pensei no clipe, imaginei que seria importante falar e compartilhar
nossos processos, seja criativo ou pessoal, trazer nossas fragilidades, nosso caos
e nudez, utilizando o que temos de ferramentas. Estamos passando por uma
transformação coletiva muito grande, e temos muito que aprender com isso,
dentro do isolamento e com a nossa própria companhia. Este trabalho passa por
tudo isso, mas deságua num resultado harmonioso, como a calmaria de um colo
de rio.”, completa o artista, que assina a direção do clipe e autoria da foto/self
que ilustra a capa do single.
Sobre Paulo Neto
 
Cantor e compositor, pernambucano, natural de Condado, cidade da região da Zona da
Mata Norte, ganhou visibilidade nacional no reality show “Ídolos” no SBT em 2006,
onde foi um dos finalistas. 
 
Iniciou sua carreira cantando frevo em trios elétricos em Pernambuco. Em São Paulo
estudou canto popular na Emesp Tom Jobim (Escola de Música do Estado de SP) e
participou de projetos fonográficos sobre os centenários de Adoniran Barbosa, Luiz
Gonzaga e Herivelto Martins (Lua Music).  Já dividiu o palco com grandes nomes da
MPB com Amelinha, Antonio Nóbrega, Chico César, Filipe Catto, Leo Cavalcanti, Maria
Alcina, Marcelo Jeneci, Maestro Spok, com a cantora e atriz Zezé Motta, entre outros.
 
Lançou em 2012 seu primeiro e elogiado álbum “Dois Animais na Selva Suja da Rua”
(independente) um ano depois de ter ganhado o Prêmio da Música Brasileira, um dos
prêmios mais importantes para a música brasileira, na categoria Vale Cantar Noel
como melhor intérprete. 
 
Em 2017 lançou seu segundo CD “Rosário de Balas” (YB Music/Selo Circus), um álbum
de canções autorais, que tem uma visão diversificada da música produzida na cena
independente paulista, valorizando suas influências, com um repertório de canções
inéditas compostas por ele e seus parceiros. com produção musical de Rodrigo Campos
e direção artística de Celso Sim, com participação de Zélia Duncan. 
 
Em 2020, Paulo cantou para mais de 2.500 pessoas, on-line, pela  “Adote o Artista”, 
plataforma que criou com seu companheiro Zé Ed (cantor e compositor), afetados pelo
impacto causado pela pandemia da COVID19. Essa  iniciativa possibilitou que ele e
outros artistas, se mantivessem trabalhando e fomentando suas artes autorais, via
chamadas de vídeo pelo celular pagas pelos seus públicos. 
 
Lançou também o single “Uma Canção Para Alguém Como Você” (Analaga), faixa de
sua autoria produzida por Dudu Borges. 

SERVIÇO

LANÇAMENTO DO CLIPE COMPLETAMENTE ÁVIDO
Dia: 01 de junho
Em todas as plataformas digitais
Gratuito
Link para assistir o clipe em 1ª mão: https://bit.ly/2Tdyi8t

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade