Compositor e percussionista João Paulo Rosa estreia show autoral na internet

‘João Paulo Rosa e o Eito’, reúne cerca de dez músicas autorais e será lançado,  no dia 13 de fevereiro, às 20h, no canal do YouTube


O músico, compositor e percussionista João Paulo Rosa, 41 anos, natural da cidade de Nazaré da Mata, na Zona da Mata Norte, se apresenta, neste sábado, dia 13 de fevereiro, em show no seu canal do Youtube, a partir das 20h. Evento marca a estreia do novo projeto solo do artista, que reúne dez músicas autorais. A iniciativa conta com o patrocínio da Lei Aldir Blanc Pernambuco, Fundarpe, Secretaria de Cultura e Governo do Estado.

O projeto solo intitulado ‘João Paulo Rosa e o Eito’ é composto por várias músicas autorais, que vão das letras e ritmos românticos ao político social. “Montei este show ao longo de 2020, durante o período da pandemia da Covid-19. E como resultado deste processo de isolamento, usei toda a minha criatividade para compor cerca de 10 músicas, que estão presentes neste novo trabalho”, conta o artista. 

O ‘Eito’, que dá nome ao novo trabalho artístico de João Paulo, é inspirado na cultura e vivência do povo da Mata Norte, como os cortadores de cana e agricultores da lavoura, que vivem na limpeza ou roçado de uma plantação de macaxeira, bata doce, milho, utilizando enxadas, foices. 

João Paulo Rosa, considerado um artista autodidata, sem nunca ter cursado uma escola ou faculdade de música, traz em sua biografia inúmeros trabalhos ligados à música independente. “Sou músico mesmo há uns 26 anos. E, ao longo dessa caminhada, já compus bastante músicas. Nem sei ao certo o número.” diz o artista. 

Em 2001, fundou os Ticuqueiros, banda de rock, que têm seu trabalho voltado à cultura pernambucana, como maracatu, frevo, ciranda, cavalo marinho, entre outros. “ Foram 20 anos dedicados de corpo e alma a este grupo. Inclusive, fiz a composição de algumas músicas, junto com os amigos, que resultaram em dois CD ‘s. O primeiro deles foi o ‘Dos Canaviais da Zona da Mata’, produzido em 2006, e que reúne 15 faixas. O trabalho foi tão incrível porque  me abriu portas, e me levou para festivais pela Europa, como o Festival Internacional da Nova Arte Brasileira, em Barcelona; e o Projeto Conexõs, em Porto e Lisboa” relata o artista, emocionado.  Outro grande sucesso, que também tem a participação do artista é o CD Foto do Mundo, segundo disco dos Ticuqueiros, lançado em 2013, com 12 faixas. 

Segundo o artista, o novo projeto solo ‘João Paulo Rosa e o Eito’ vem com DNA próprio. “Busquei trazer dentro deste projeto musical, a poesia do maracatu rural, do coco, da ciranda e do brega.  Destaco que o foco vai além do ritmo, mas, sim, no jeito de compor e cantar. Quando tem ritmo é porque a música pede. E aí, nasce a melodia, obviamente, a  gente deixa fluir. Ao todo, o ‘Eito’ traz cerca de 10 músicas autorais.  Não há música principal, mas acredito que o público vai se identificar bastante com a letra e o ritmo de duas delas: Conspirador e Buraco Negro, que são bem alto astral” ressalta.  

O show, disponibilizado na internet, foi gravado na Moita do Engenho Gambá,  Zona Rural de Tracunhaém, na Zona da Mata Norte, obedecendo a todas as regras sanitárias contra o risco de contaminação da covid-19, com distanciamento social, uso de máscara e álcool em gel. 

O grupo ‘João Paulo Rosa e o Eito’ é formado por João Paulo Rosa (Bateria e voz); Luciano Leite (contrabaixo), Adeildo Porfírio (guitarra) e Tarcísio Silva (Trompete).

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade