Homicídios aumentaram 41,17% em Carpina no ano passado


24 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) foram registrados ao longo de 2022, na cidade de Carpina. O número é maior do que os praticados durante os 365 dias de 2021. O município teve um aumento de 41,17% em comparação ao mesmo período de 2021, onde houve o registro de 17 assassinatos para o período.

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Defesa Social (SDS), na tarde de ontem. A cidade possuí uma taxa de 26,48 morte por 100 mil habitantes.

Das 24 mortes, três foram de mulheres, sendo uma de feminicídio e as outras duas de latrocínio, que é o crime seguido de morte. A mulher assassinada tinha entre 35 e 64 anos, já as mulheres mortas em latrocínios fazem parte da mesma faixa etária.

21 homens foram mortos, através de disparo de arma de fogo, golpes de faca ou outros meios. A maioria das vítimas, sete, tinham entre 35 e 64 anos. Os jovens, entre 18 e 24 anos foi o segundo maior grupo de vítimas destes crimes em 2022, onde houve o registro de cinco homicídios. quatro assassinados tinha entre 30 e 34 anos, dois entre 25 e 29 anos, e um adolesceste com idade entre 12-17 foi vítima.

Um homem foi vítima de latrocínio, roubo seguido de morte, e outro morreu em consequência de uma tentativa de homicídio, registrada como lesão corporal seguida de morte.

Fevereiro de 2022 foi o único mês do ano em que não houveram registros de assassinatos. Já junho registrou o maior número de homicídios do ano, sendo seis para o mês.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade