TCE julgar irregular prestação de contas da Prefeitura de Aliança


A prestação de contas do exercício financeiro do ano de 2012 da Prefeitura de Aliança foi julgada irregular, pelos conselheiros da Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE), nesta quinta-feira (23).

Na época o empresário, Azoka Gouveia (PMDB), era o ordenador de despesas da prefeitura.

Os conselheiros seguiram o voto do relator do processo, Ricardo Rios, e rejeitaram a prestação aplicando multa e imputando um débito ao ex-gestor.

Os secretários Rômulo Moraes Maranhão, José Carlos da Silva, Reginaldo Vasconcelos da Silva Júnior, e a Sra. Sueli Eduardo da Silva também foram multados.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade