Alunos encontram larvas na merenda de escola de referência em Caruaru

Os bichos estavam dentro de porções de cuscuz com leite servidas na quarta-feira


larvasOs alunos da Escola de Referência em Ensino Médio Nelson Barbalho do município de Caruaru, Agreste de Pernambuco, encontraram larvas na merenda servida pela instituição na última quarta-feira (23). De acordo com os estudantes, os bichos estavam dentro das porções de cuscuz com leite.

Os estudantes tiraram fotos para registrar o fato e publicaram no facebook. Segundo  a aluna Ricellynne Vasconcelos Taturi Vitor, 18 anos, que fez a fotografia, esta não é a primeira fez que são encontradas larvas nos alimentos.Ela ainda relatou que quando os alunos procuram a direção não receberam a devida atenção. “Quando fizemos a queixa disseram que eram lactobacilos vivos do leito, mas na verdade eram larvas. Depois tivemos reunião com nutricionistas, mas não deu quase em nada.”

Os nutricionistas foram enviados pela secretaria de Educação e Esportes do Governo do Estado para avaliar a situação. Em nota a assessoria do órgão esclareceu que está investigando o caso e que a merenda é produzida na própria escola. A secretaria ainda informou que apesar de os produtos estarem dentro da validade vão ser substituído por outro lote  e que esta foi a primeira vez que registrou o problema.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA –  A Secretaria de Educação e Esportes (SEE) informa que duas nutricionistas foram na tarde da última quarta-feira (23) à Escola de Referência em Ensino Médio Nelson Barbalho, localizada em Caruaru, para averiguarem a merenda servida no período da manhã. Na unidade, além de coletar amostras do cuscuz para ser encaminhado à Vigilância Sanitária, também foram recolhidos todos os pacotes de farinha de milho que estavam armazenados, de maneira correta, na dispensa da unidade de ensino. A secretaria esclarece que o produto estava dentro do prazo de validade, mas que será substituído por outro lote. As aulas não foram interrompidas e no almoço foi servido feijoada com arroz.  A secretaria ressalta que a merenda é produzida na própria escola e que esta foi a primeira vez que se registrou problema dessa natureza. JCOnline

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade

  • Black Friday