TCE rejeita gestão fiscal de Chã de Alegria


marcos_da_roçaA Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE) rejeitou a gestão fiscal da Prefeitura de Chã de Alegria. O documento, referente ao exercício de 2013, foi colocado em votação nesta terça-feira (21).

O processo teve como relatora a auditora Alda Magalhães, que estava exercendo a função.

Os conselheiros, além de rejeitarem a gestão fiscal do município, aplicaram uma multa ao prefeito da cidade, Marcos Gomes do Amaral (PCdoB).

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade