Processo contra Botafogo e Marcelo Pascoal ganha novas etapas

Juiz nega pedido de busca e apreensão e solicita degravação de provas


A Ação de Investigação Judicial Eleitoral movida pelo ex-prefeito de Carpina, Joaquim Lapa (PTB), contra a chapa eleita nas eleições de 2016, Manuel Botafogo (PDT) e Marcelo Pascoal (SD), ganhou dois novos capítulos.

O juiz eleitoral da 20ª Zona, Rildo Vieira da Silva, desferiu duas sentenças sobre a AIJE, nesta quarta-feira (15).

Na primeira sentença o juiz negou o pedido do PTB que solicitava um a ação de busca e apreensão. “Nesse contexto, observo que a ação de busca e apreensão perdeu seu objeto, sendo causa de resolução do processo sem apreciação do mérito”, diz o juiz na decisão.

Na denúncia, impetrada por Joaquim que se encontra em processo de instrução, teria faltado a degravação das mídias eletrônicas, que foram anexadas ao processo. Devido a falta da degravação o juiz sentenciou que parte acusadora terá até três dias, para entregar a degravação ao processo.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade