Polícia Federal indicia e determina afastamento de prefeito de Glória do Goitá


A Polícia Federal em Pernambuco entregou um ofício na Câmara dos Vereadores de Glória do Goitá, na Zona da Mata Norte, exigindo o afastamento do prefeito Zenildo Miranda Vieira (PTB), nesta quinta-feira (1º). De acordo com a corporação, ele foi indiciado por lavagem de dinheiro. A ação faz parte da operação que investiga prefeituras do interior do estado por suposta prática de cartel.

image

Segundo a PF, o documento foi entregue ao presidente da Câmara, Lívio Amorim (PR), que deverá tomar os trâmites legais para concluir o afastamento do servidor público.

O caso veio à tona a partir da investigação de um processo de licitação fraudulento para contratação de serviços de transporte escolar. Duas empresas de locação de veículos estão sendo investigadas. Elas teriam recebido mais de R$ 50 milhões nos últimos quatro anos, verba pública do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate), do Ministério da Educação. A polícia investiga se houve fraude no processo de licitação.

As prefeituras de Limoeiro e Passira, no Agreste, também estão sendo investigadas. Outras dez também estariam envolvidas e serão analisadas pela Polícia Federal (PF) nos próximos meses.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade