PL que torna atividades religiosas como serviço essencial é aprovada em Carpina


Com 12 votos favoráveis e uma abstenção, o projeto de lei 010/2021, de autoria do vereador Júnior de Salete (PSL), que torna as atividades religiosas como serviço essencial, foi aprovado na Câmara de Vereadores de Carpina, na sessão desta terça-feira (09).

O resultado foi conhecido após cinco horas de sessão.

O vereador Eliton Lopes (PDT) se absteve de votar no projeto, alegando não ter conhecido a matéria antes.

O projeto deu entrada na casa, uma semana antes, e recebeu a assinatura de 15 parlamentares do município, além da aprovação da Comissão de Constituição, Redação e Justiça.

Após quebra de interstício, solicitada pelo vereador Aldinho (PDT), o projeto foi colocado em única votação, onde recebeu a aprovação dos parlamentares.

Com a aprovação do projeto, as igrejas e templos religiosos, no município, poderão funcionar nos finais de semana. As igrejas haviam sido fechadas após o decreto do governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), que fechou os serviços declarados não essências devido ao aumento do número de casos da Covid-19.

Votaram favoráveis ao projeto os vereadores Aldinho (PDT), Jozias Marques (Solidariedade), Véi do ônibus (Cidadania), Marcelo Ferreiro (PSL), Dedé Lanches (PTB), Gaspar da Ambulância (MDB), Manu Lapa (PTB), Faraó (Solidariedade), Júnior de Salete (PSL), Preto do Ipsep (Cidadania), G Motos (PTC) e Guilherme Diógenes (PSDB).

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade