“Não estipulamos número de demissões”, explica Judite Botafogo


Passando por dificuldades financeiras, devido à queda de receita, a prefeitura de Lagoa do Carro, é um dos 100 municípios do estado de Pernambuco que participou, na última terça-feira (14), de uma reunião na sede da Associação Municipalista de Pernambuco (AMUPE), onde foi debatido a crise enfrentada pelos municípios.

A prefeita do município, Judite Botafogo (PSDB), concedeu entrevistas há vários órgãos de imprensa, que cobriam o ato. No site do JC (Jornal do Comércio) uma matéria, que retrata o assunto, traz a informação de que a gestora iria demitir 300 contratados nos próximos dias. A matéria serviu como norte para a publicação de um post, aqui o Giro.

Devido à grande repercussão da matéria a prefeita entrou em contato com nossa redação, explicando que não seriam 300 servidores exonerados de suas funções, e que havia existido um equívoco.

Por telefone Judite explicou que não havia estipulado um número de demissões. “Não havia externado que iria demitir esse montante, até porque não temos 300 contratados. Já fizemos o desligamento de 100 pessoas, e poderá haver mais. Estamos chegando ao final de um ano e todo final de ano há o encerramento de contratos, que não se caracteriza como demissões”, explicou Judite.

A prefeita ainda disse que o município precisa de mais de R$ 1 milhão para complementar a renda mensal do município, que gira em torno de R$ 2,5 milhões mês. “Estamos trabalhando no limite orçamentário, se não chegar essa verba teremos que reduzir alguns serviços oferecidos a população”.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade

  • Black Friday