MPPE abre inquérito para investigar não realização de concursos na Câmara e Prefeitura de Lagoa de Itaenga


A Prefeitura e a Câmara de Vereadores da cidade de Lagoa de Itaenga viraram alvo de um inquérito civil, instaurado pela Promotoria de Justiça da cidade, acerca da não realização de concurso público e realizando a contratação temporária de servidores.

Os inquéritos foram instaurados pela promotora de justiça, Andreia Aparecida Moura do Couto, que solicitou informações sobre o quantitativo de servidores, remuneração, número de servidores efetivos, lotação dos funcionários contratados e edital do último concurso público realizado pelas duas repartições.

Em 2005 foi realizado o último certame pela prefeitura. Já na Câmara não se tem conhecimento.

A prefeita da cidade, Graça do Moinho (PSB), e o presidente da Câmara, Pedro Epifânio (PR), terão 15 dias para prestar os esclarecimentos sobre as informações solicitadas pela promotora.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade