Ex-prefeito de Glória do Goitá é alvo de processo por desvio de verba federal


O ex-prefeito de Glória do Goitá, Zenilto Miranda Vieira (PTB), vira réu e está respondendo ao processo nº 0801308-61.2018.4.05.8300, na Justiça Federal de Pernambuco, a uma Ação Civil de Improbidade Administrativa, por desvios de recursos no valor atualizado de R$ 569.860,46, referente à construção da Creche Municipal, localizada no Loteamento Campo Alegre II. Recursos estes do PAC 2.

De acordo com o processo, o ex-prefeito petebista, desviou da conta específica do Convênio os valores no período de 28/03/2014 a 30/06/2014.

A referida creche serviria para atender as crianças do Loteamento Campo Alegre II e Bairros vizinhos, para que os pais e mães pudessem trabalhar e lutar pela vida que suas crianças estariam bem protegidas e recebendo ensino de qualidade. Desde 2016 a obra encontra-se parada.

No último dia 30 de janeiro, o Tribunal de Contas do Estado – TCE condenou o ex-gestor Zenilto Miranda a pagar multa no valor de quase 60 mil reais por irregularidades no exercício fiscal do ano de 2013.

Em outubro de 2015, a Polícia Federal em Pernambuco indiciou e afastou o prefeito Zenilto Miranda, por lavagem de dinheiro na operação carona, em desvios de recursos do transporte escolar no município.

Miranda também responde no TCE, diversos processos, dos quais por 7 contas rejeitadas em seus dois mandatos a frente do município (2005/2008-2013/2016).

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade

  • Black Friday