Dr. Valdi aponta motivação política para afastamento de diretora de hospital em Goiana


Em discurso na Reunião Plenária desta quarta (20), o deputado Dr. Valdi acusou o ex-chefe de Gabinete do governador Paulo Câmara, João Campos, de afastar a diretora do Hospital Belarmino Correia, em Goiana (Região Metropolitana), por motivação política. Na avaliação do parlamentar, não havia razão técnica para demitir a dirigente Adriana Lins, cuja gestão foi marcada pela expansão dos serviços e pela melhoria da qualidade dos atendimentos.

De acordo com Dr. Valdi, nos últimos dois anos, a gestora reativou o serviço de ambulatório e convocou os servidores que estavam à disposição da Prefeitura. Além disso, listou o parlamentar, criou 17 novos leitos de cirurgia e implantou atendimentos especializados em saúde do idoso e reabilitação de portadores de microcefalia e outras síndromes. “Em 2016, o número de cirurgias feitas na unidade era zero, enquanto a média mensal hoje é de 200. A maternidade registrava cinco partos ao mês e, atualmente, são feitos mais de 50”, afirmou.

O parlamentar ressaltou, ainda, que as melhorias no serviço teriam sido feitas sem investimento financeiro extra do Estado. “Mas, desde que assumiu, Adriana Lins sofria pressão política por atuar sempre pautada em questões técnicas, preocupada apenas com a população”, afirmou, apontando João Campos e dois vereadores do município como responsáveis pelo afastamento da gestora.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade

  • Black Friday