Dija lança propostas para melhorar a segurança de Vicência


dija (1)Com a aproximação das eleições municipais, em outubro próximo, os grupos políticos começam a se digladiarem em busca de apoios. Os eleitores são bombardeados por um verdadeiro festival de promessas. Poucos pré-candidatos (ou nenhum deles) se propõem a divulgar ideias, soluções ou propostas concretas para resolução de problemas simples ou complexos que assolam os habitantes de uma cidade.

Em Vicência, o vice-prefeito Dija, apresenta um plano que pode resolver de uma vez por todas a falta de segurança na cidade. “Vivemos dias em que o cidadão tem medo de sair às ruas quando vem se aproximando a noite. A cidade anda amedrontada com a ação de meliantes, que vêm tirando o sossego de Vicência. Temos propostas concretas que, postas em prática, podem afastar os marginais e dar lugar à família vicenciana”, argumentou o vice-prefeito, que é pré-candidato pelo PSD.

Dentre as ações apresentadas pelo vice gestor do município estão:
Criação da Secretaria Municipal de Segurança em parceria com o Ministério Público e a Polícia Militar; Capacitação constante dos guardas municipais e contratação de mais 50 pessoas para reforçar o efetivo; Instalação de câmeras de monitoramento nos principais pontos da cidade; Aproveitamento de PMs aposentados ou fora da ativa para auxiliar na guarda patrimonial e rondas na cidade, distritos e zona rural; Aquisição de duas viaturas e seis motocicletas para uso exclusivo do sistema de segurança; Garantia de segurança na chegada dos ônibus das universidades bem como acompanhamento dos estudantes que morem em área consideradas de risco.

De acordo com Dija, os pré-candidatos não devem apenas ficarem “brigando” entre si. “Esse é um problema seríssimo que precisa ser enfrentado pelos governos municipais e estaduais. A população não pode continuar refém de uma meia dúzia de bandidos”, concluiu.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade