“Bandido tem que levar bala na cara”, afirma deputado


09-24-plenaria-rm-38-de-69

Integrante da Bancada Evangélica, o deputado Joel da Harpa (PROS) mais uma vez criou polêmica ao defender a “morte de bandidos” que afrontam a Polícia Militar. A declaração, ocorrida nesta quarta-feira (7), na Assembleia Legislativa do Estado (Alepe), foi motivada por uma pesquisa do Datafolha na qual 50% das pessoas entrevistadas concordam com a afirmação “bandido bom é bandido morto”.

“Marginal que troca bala com a polícia é para estar morto. (…) Bandido tem que levar bala na cara mesmo”, afirmou o parlamentar.

De acordo com Joel da Harpa, o Estado é falho nas políticas em prol da segurança pública. “A população está cansada de violência. O Estado não oferece serviços básicos e exige que a polícia tenha postura leve”, disse.

Em aparte, vários parlamentares, como a deputada Teresa Leitão (PT) e o deputado Edilson Silva (PSOL) repudiaram a declaração de Joel da Harpa

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade