Antônio Moraes aponta dificuldade de partidos para cumprir regras eleitorais


O deputado Antônio Moraes (PP) fez críticas às novas regras eleitorais em seu discurso no Pequeno Expediente desta segunda (10). Na avaliação do parlamentar, os partidos terão dificuldades em reservar a cota mínima de 30% para candidatas mulheres, especialmente nos pleitos de municípios de menor porte. O fim das coligações nas eleições proporcionais também o preocupa.

“Não é uma lei obrigando a mulher a ser candidata que vai sensibilizá-la a disputar mandato”, opinou. O Congresso (Nacional) deveria ter mudado as regras para as eleições de 2022, e não ter colocado os vereadores como cobaias agora”, disse o deputado. Ele acredita que as novidades precisarão ser revistas já para o pleito subsequente. 

Moraes deu como exemplo as Câmaras Municipais com 11 vagas em disputa. “Cada chapa poderá ter apenas 17 candidatos e, desses, cinco deverão ser do sexo feminino. Não é discriminação contra a mulher, mas não é fácil cumprir essa cota nas localidades do Interior”, opinou.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade