Polícia Federal alerta para renovação de registro de armas em Pernambuco

Mais de 13 mil armamentos estão irregulares em todo o estado. Pena para portador de arma sem autorização pode chegar a seis anos.


A Polícia Federal deu início ao recadastramento e regularização de armas no Recife, em Caruaru, no Agreste, e Salgueiro, no Sertão do estado. As armas que foram renovadas entre 2008 e 2009 precisam ter o registro atualizado ou serem entregues em um dos postos da campanha do desarmamento imediatamente, informa a corporação.

Foto Google

Foto Google

Em janeiro deste ano, o Sistema Nacional de Armas contabilizou 13.023 armamentos com registro vencido e, portanto, irregulares em Pernambuco. A pena para o portador de arma sem autorização ou que estiver com registro vencido da arma varia de um a seis anos de reclusão, com multa. A validade do registro de arma de fogo tem validade de três anos e precisa ser renovado depois do período.

Para registrar uma arma, é necessário ter no mínimo 25 anos e procurar um dos departamentos da PF no estado levando foto 3×4 e cópias autenticadas de CPF, RG, comprovante de residência, contracheque e carteira de trabalho; declaração que justifique necessidade de uma arma e onde ficará guardada; declaração que não responde a inquérito ou processo criminal e certidão negativa. Também é preciso preencher um formulário do Sistema Nacional de Armas, fazer uma avaliação psicológica (R$ 200); avaliação em teste de tiro (R$ 100) e pagar a concessão do registro (R$ 60).

G1

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade

  • Black Friday