Pernambuco: Estrangeiros são presos por explodirem o próprio navio


pf

Dois estrangeiros, um inglês e um grego, foram presos no Recife por suspeita de destruírem a própria embarcação para se livrarem do flagrante por tráfico de drogas. O inglês Paul Anthony Coe, de 47 anos, e o grego Georgios Stefanis, 53, eram os únicos tripulantes do navio de bandeira inglesa River Baby, que havia saído do Recife na última quinta-feira (15) com destino à África, mas tinha tomado outra direção com destino à Europa logo após ter passado por Fernando de Noronha.

De acordo com a Polícia Federal (PF), a embarcação foi interceptada no sábado (17) por agentes federais e da Marinha do Brasil. Foram feitas buscas nos cômodos e tanques de água e combustível, mas nada suspeito foi encontrado. Apesar disso, os agentes perceberam que a lateral do barco havia sofrido uma intervenção, motivo pelo qual o navio foi trazido ao Recife, para uma inspeção minuciosa.

Durante a viagem de volta, descobriram que uma janela estava aberta, entrando água em um dos lados da embarcação, com o porão já inundado. As equipes tentavam retirar a água através de bomba e baldes, quando notaram outro furo no casco, provocado por uma quebra de conexão dos canos.

Segundo a PF, após algum tempo, o grego Georgios Stefanis ligou os motores, alegando diminuição da profundidade por causa das ondas. Nesse momento, muita fumaça começou a sair do compartimento dos motores. Todos foram retirados de dentro do veleiro, que explodiu pouco depois.

A Polícia Federal acredita que os suspeitos sabotaram a embarcação quando perceberam a abordagem dos policiais e militares, para evitar que drogas fossem encontradas. Eles foram autuados pelo crime de causar incêndio em embarcação, expondo em perigo a vida e a integridade de outrem. Caso sejam condenados, os dois poderão pegar penas que variam de três a seis anos de reclusão. A operação ainda apreendeu um notebook, 6,5 mil euros, quatro celulares, além de documentos diversos.

A Capitania dos Portos de Pernambuco instaurou inquérito para apurar as causas do incidente, com prazo de conclusão em 90 dias. Paul e Georgios foram encaminhados para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel). A embarcação será trazida ao Recife na próxima quinta-feira (21).

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade