IMG-20150615-WA0044O Ministértio Público de Pernambuco (MPPE) ordenou a reabertura das investigações sobre a morte do ex-presiente da Câmara de Vereadores da cidade de Buenos Aires, Pedro Virgínio, morto em dezembro de 2010. O caso será voltará a ser investigado 4 anos e seis meses após o crime.

As investigações ficarão a cargo da delegacia do município. O titular da 58ª DP, Sérgio Salsa, disse que terá 30 dias para enviar as informações complementares do caso.

O Caso – Pedro Virgínio de Barros Neto foi morto por dois homens em frente a sua residência, no distrito de Chã do Outeiro, na zona rural do município. O vereador realizava uma reforma em sua residência, atravessou a rua para ir a uma loja de material de construção e na saída foi surpreendido por dois homens, em uma moto. Os criminosos efetuaram disparos de arma de fogo, atingindo o vereador na cabeça.

O assassinato do vereador pode ter motivação política. A possibilidade foi levantada pela própria polícia, desde o início das investigações.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade