Henrique Queiroz enaltece 372 anos da Batalha do Monte das Tabocas

Ocorrido no município de Vitória de Santo Antão (Mata Sul) em 1645, o episódio, travado contra as tropas holandesas, é considerado um dos maiores embates da Insurreição Pernambucana.


A passagem dos 372 anos da Batalha do Monte das Tabocas foi celebrada no Grande Expediente desta quinta (3), a partir de pronunciamento do deputado Henrique Queiroz (PR). Ocorrido no município de Vitória de Santo Antão (Mata Sul) em 1645, o episódio, travado contra as tropas holandesas, é considerado um dos maiores embates da Insurreição Pernambucana.

“Em Tabocas, germinou o nosso sentimento de pátria”, resumiu Queiroz. Durante 15 anos, os holandeses dominaram Pernambuco. Na época da invasão, Portugal estava enfraquecido e dominado pela espanhola Dinastia Filipina, sob o nome de União Ibérica. Em conflito com a Espanha, os holandeses – tradicionais investidores na cultura açucareira – desembarcaram no Brasil com o objetivo de aumentar os lucros com a cana.

Alvo da investida, Pernambuco resistiu, mas a dominação durou 15 anos, com fim na Batalha dos Guararapes. “Sem Tabocas, jamais existiria Guararapes. Nem Pernambuco e Brasil”, chamou atenção o parlamentar. “Infelizmente, esse capítulo da nossa história tem sido esquecido pelos governos municipal, estadual e federal, mas é preciso destacar o feito realizado nas Tabocas, porque temos a história de Pernambuco encravada na terra do monte de Vitória”, lamentou.

Natural do município da Mata Sul, o deputado Joaquim Lira (PSD) associou-se à celebração. “Já estavam dando Pernambuco como perdido naquele momento, mas as tropas luso-brasileiras conseguiram vencer, mesmo o exército holandês sendo mais numeroso e mais armado. Tenho orgulho do fato de Vitória de Santo Antão ter contribuído para o Brasil de hoje”, ressaltou. O parlamentar é autor do Requerimento nº 3526/2017, que concede Voto de Aplausos pelo aniversário da batalha.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade