Deputados destacam ações do Governo do Estado para garantir segurança no Interior


PolítAs ações que vêm sendo desenvolvidas pelo Governo do Estado na área de segurança pública, especialmente as direcionadas aos municípios do Interior, ganharam destaque nos discursos dos deputados Marcantônio Dourado (PSB) e Diogo Moraes (PSB), na Reunião Plenária desta segunda (20). Dourado ressaltou a futura instalação de três batalhões e a ampliação do efetivo policial do Estado, enquanto Moraes comentou a Operação Têxtil, iniciativa que objetiva garantir a segurança dos frequentadores do Polo de Confecções do Agreste durante as compras de fim de ano.

Anunciados pelo governador Paulo Câmara, ganharam menção de Dourado o 26° Batalhão da Polícia Militar (BPM), que deverá atuar no Litoral Norte; o 2° Batalhão Integrado Especializado de Policiamento (Biesp), a ser criado no Sertão; e a 11a Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), que terá sede no município de Lajedo, no Agreste Central. Segundo o parlamentar, este último equipamento atende a um pleito pessoal antigo: uma indicação foi encaminhada por Dourado, ainda em 2011, ao então governador Eduardo Campos.

“Hoje, após seis anos de muita luta, venho agradecer ao governador Paulo Câmara por sua sensibilidade. A 11a CIPM vai ampliar as atividades de prevenção e de combate ao crime naquela região”, disse. Para o deputado, o governador “vem encarando o problema da criminalidade de frente, com responsabilidade.”

Diogo Moraes também destacou “o olhar cuidadoso” do governador para com a segurança e comemorou o lançamento da Operação Têxtil. Segundo o primeiro-secretário da Alepe, a iniciativa prevê o incremento do policiamento e a instalação de duas delegacias móveis no Agreste neste fim de ano: uma próxima ao Moda Center, equipamento de compras em Santa Cruz do Capibaribe, e outra no Parque das Feiras de Toritama. O governista informou que a operação contará com o apoio do efetivo do 1° Batalhão Integrado Especializado de Policiamento (Biesp), inaugurado na última semana em Caruaru.

“Esta operação é um marco histórico para o polo, que responde hoje por 13% da produção têxtil do Brasil e que se aproxima de um faturamento inédito de quase R$ 1 bilhão”, disse, destacando que as feiras chegam a receber até 100 mil compradores nos finais de semana de novembro e dezembro. Por fim, Moraes anunciou que fará um requerimento solicitando a inclusão da Operação Têxtil no Calendário Oficial de Eventos de Pernambuco, “de modo que essa medida passe a ser uma estratégia de Estado, visando garantir a segurança daqueles que compram e vendem na região”.

Em aparte, o deputado Tony Gel (PMDB) somou-se aos elogios ao chefe do Executivo estadual. “O governador não tem medido esforços para oferecer maior segurança ao Agreste”, concluiu.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade