Chapéu de Palha inicia pagamento da última parcela do benefício para trabalhadores da cana-de-açúcar


O Governo de Pernambuco antecipou o pagamento da última parcela do benefício do Programa Chapéu de Palha para os trabalhadores da cana-de-açúcar. O valor, que seria pago somente no próximo dia 18, já está disponível a partir desta terça-feira (11).

Os beneficiados são de 52 municípios da zona canavieira de Pernambuco: Água Preta, Aliança, Amaraji, Araçoiaba, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Bonito, Buenos Aires, Cabo de Santo Agostinho, Camutanga, Carpina, Catende, Chã de Alegria, Condado, Cortês, Escada, Ferreiros, Gameleira, Glória do Goitá, Goiânia, Igarassu, Ipojuca, Itambé, Itaquitinga, Jaboatão dos Guararapes, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Lagoa de Itaenga, Lagoa do Carro, Macaparana, Maraial, Moreno, Nazaré da Mata, Palmares, Paudalho, Pombos, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, São Lourenço da Mata, São Vicente férrer, Sirinhaem, Tamandaré, Timbaúba, Tracunhaém Vicência,  Vitória de Santo Antão, Xexéu.

Quatro parcelas foram pagas em 2022, para um total de 16.795 trabalhadores da cana-de-açúcar. A coordenadora do Programa, Maria de Oliveira, ressalta a importância dos beneficiados estarem atentos às datas de pagamento, que acontecem de acordo com o Número de Identificação Social (NIS)  de cada trabalhador, conforme calendário da Caixa Econômica Federal.  “As pessoas que estão aptas a receber o benefício já podem comparecer às agências da Caixa e às casas lotéricas levando o NIS, o CPF e o RG, para que consigam fazer o saque da bolsa”, explica.

Mais informações pelo telefone 0800.282.5158 ou no site da Secretaria de Planejamento e Gestão de Pernambuco: www.seplag.pe.gov.br.

O PROGRAMA – Criado em 1988 pelo então governador Miguel Arraes e institucionalizado pelo governador Eduardo Campos em 2007,  o Programa Chapéu de Palha é coordenado pelo Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), e beneficia trabalhadores da cana-de-acúcar, da fruticultura irrigada e da pesca artesanal durante os períodos de entressafra ou defeso.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade