Santa bate Sport e Leão fica fora do mata-mata do Pernambucano 2020

Pipico, duas vezes, anotou os gols que culminaram na derrota rubro-negra; Hernane descontou para os mandantes


No primeiro final de semana com futebol em Pernambuco, após quatro meses de inatividade, Sport e Santa Cruz fizeram um clássico morno na Ilha do Retiro. No primeiro encontro da história sem público, o Tricolor bateu o rival por 2×1 e deixou o Leão fora das quartas de finais do Estadual. Em seu primeiro Clássico das Multidões, Pipico foi o responsável pelos dois gols da equipe do Arruda. Hernane descontou para os mandantes. Com o revés, o time da Praça da Bandeira irá disputar o quadrangular do rebaixamento da competição.

O começo de jogo foi como o esperado. Após longo período sem atuar, as equipes encontravam imensas dificuldades para criar as jogadas. Com um início bastante pegado e de poucas oportunidades, o clássico passou a ficar movimentado apenas a partir dos 20 minutos de bola rolando. Precisando do resultado positivo para avançar às quartas, o Sport tinha maior posse de bola e chegava com perigo. No primeiro bom momento, Jonatan Gomez obrigou Maycon Cleiton a trabalhar, após finalização de fora da área. Na sequência, o Leão assustou mais duas vezes. Primeiro, Luciano Juba parou no goleiro coral depois de boa cobrança de falta.Em seguida, Rafael parou na trave, antes de ver o Leão ser castigado. 

Aos 40 minutos, o Santa Cruz abriu o placar. Em boa triangulação entre Augusto Potiguar, Didira e Pipico, o camisa 7 deu um lindo passe de calcanhar para o atacante coral. Livre de marcação, o centroavante bateu colocado no canto esquerdo superior de Luan Polli. Debutando no Clássico das Multidões, foi o quinto tento de Pipico no Estadual 2020. 

Com o placar adverso, o Sport voltou sem alterações do intervalo. Com Célio Santos na vaga de William Alves, o Santa foi quem ofereceu perigo primeiro. Augusto Potiguar aproveitou bola rebatida por Maidana e carimbou o travessão de Polli logo no início da etapa complementar. Neste momento, com Central e Afogados vencendo seus respectivos compromissos e deixando o time de Daniel Paulista fora da zona de classificação, o Rubro-negro se lançou ao ataque. Aos 11, por pouco não igualou o marcador. Jonatan Gomez aproveitou passe de Patric e chutou rasteiro para grande defesa de Maycon Cleiton no canto esquerdo. O lance foi o último do reforço argentino no jogo. Ele e João Igor deram lugar a Bruninho e Lucas Mugni. 

Com sangue novo, o Leão passou a pressionar ainda mais a saída de bola coral e não demorou a empatar. Após cobrança de falta, Maidana subiu mais que toda defesa do Santa e achou Hernane na pequena área. Livre de marcação, Brocador empurrou a bola com os joelhos para o fundo do gol. O tento animou os atletas rubro-negros, que buscavam a virada. Na principal oportunidade, aos 42, Hernane teve a chance de classificar o Leão. Maycon Cleiton deu rebote em chute de Bruninho, e o camisa 9 mandou de cavadinha para fora, livre de marcação na pequena área. Se já não bastasse o empate para ser eliminado, o Sport ainda viu Pipico fazer mais um no último minuto e dar números finais ao encontro. 

Ficha do jogo

Sport 1
Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Chico e Luciano Juba; Willian Farias, João Igor (Lucas Mugni) e Jonatan Gomez (Bruninho); Leandro Barcia (Elton), Hernane e Rafael (Marquinhos). Técnico: Daniel Paulista.

Santa Cruz 2
Maycon Cleiton; Toty, Danny Morais, William Alves (Célio Santos) e Fabiano; André (Bileu), Paulinho (Tinga) e Didira; Augusto Potiguar (Jeremias), Pipico e Victor Rangel (Mayco Félix). Técnico: Itamar Schulle. 

Local: Ilha do Retiro (Recife)
Árbitro: Diego Fernando
Gols: Pipico, aos 40 do 1T e aos 49 do 2T (STA); Hernane, aos 11 do 2T (SPT)
Cartão amarelo: Willian Farias (SPT); Danny Morais, William Alves (STA)

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade