Lei garante bolsa para universitários da rede privada


O Programa Pernambuco na Universidade (PROUNI-PE) foi aprovado hoje na Assembleia Legislativa por unanimidade. Trata-se de um programa de bolsa de estudos para alunos que desejam ingressar em faculdades ou universidades particulares. “Esse é uma iniciativa importante do Governo do Estado que ajuda por meio de uma bolsa aqueles querem estudar na rede de ensino superior privada”, explica Isaltino Nascimento, deputado relator do projeto.

O PROUNI-PE prevê um auxílio de R$ 500 para alunos que tiverem até R$ 1,5 mil de renda familiar, podendo ser aumentado de acordo com a disponibilidade de orçamento do Estado. A seleção deverá seguir os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, e o edital exige notas acima de 7 e frequência em sala de aula de 75%. O edital prevê cotas para professores, pessoas com deficiência e mulheres vítimas de violência ou em situação de vulnerabilidade socioeconômica.

De acordo com o projeto de lei, a concessão das bolsas será de 70% para alunos de graduação das áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática e de 30% para alunos dos demais cursos de graduação de nível superior. “A Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado enxergou essa necessidade do mercado e resolveu dar uma força aos estudantes, principalmente aos interessados nos cursos que ofertam mais vagas de bolsas. Nós ouvimos gestores de empresas de tecnologia e start-ups todo tempo nos últimos meses ressaltando a carência nessas especialidades”, explica o relator da matéria.

O PROUNI-PE tramitou pelas comissões da Alepe e foi aprovado em segunda votação hoje no plenário, realizado agora pela manhã. “A expectativa é que os alunos já possam ser beneficiados pelo programa a partir de 2022”, afirma Isaltino.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade