Clarissa Tércio, critica vídeo gravado com crianças em escola pública e cobra providências das autoridades

No vídeo, professor incentiva crianças a cantarem e dançarem música obscena.


A deputada Clarissa Tércio (PSC), postou vídeo em suas redes sociais, criticando e cobrando providências das autoridades sobre um vídeo gravado dentro de uma escola pública em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife.

No vídeo, que inclusive circula nas redes sociais, é possível ver várias crianças com fardamento escolar do município, dançando e cantando uma música em ritmo de Rap, com diversas palavras obscenas. Um homem (que todos identificam como sendo professor), filma as crianças dançando, enquanto uma outra mulher também aparece no vídeo.

Clarissa Tércio, classificou o vídeo como vergonhoso. “Já solicitei a minha equipe Jurídica, que acione o Ministério Público do município, para que se apure os fatos e as providências sejam tomadas”. Disse a parlamentar.

Recentemente, Clarissa Tércio criou Projeto de Lei que tramita na Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE), e dispõe sobre a proibição, no âmbito das escolas públicas, da realização de danças e manifestações culturais cujas coreografias sejam “obscenas, pornográficas, ou exponham as crianças e adolescentes à erotização precoce”.

“É inadmissível que o espaço escolar seja utilizado para coreografias obscenas e vulgares, tirando, assim, a inocência das nossas crianças e dos nossos adolescentes”. Disse a deputada.

O texto da justificativa para a PL afirma que “a erotização precoce de crianças e adolescentes é fator responsável diretamente pelo aumento da violação da dignidade sexual de mulheres e também dos casos de estupro de vulnerável, por esse motivo, cabe às escolas contribuir para combater os estímulos à erotização infantil no âmbito de suas atividades culturais e pedagógicas proibindo a exposição precoce a danças inadequadas que simulam movimentos de atos sexuais”.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade