Planejamento financeiro é essencial para não se endividar em 2020

Primeiros meses do ano têm várias contas a pagar


Vector financial business plan – hand holding report and golden coins in flat retro style

Os primeiros meses do ano são complicados no quesito “contas a pagar”: IPVA, IPTU, material escolar dos filhos, além das já conhecidas contas de água e luz, aluguel, entre tantas outras. Para não se atrapalhar e ficar no vermelho logo no começo do ano, é preciso fazer um planejamento prévio e ter muita disciplina.

É isto que faz o funcionário público Keldari Quintino anotar todas as despesas em um caderno. Segundo ele, o segredo é elencar as prioridades e as contas fixas. A organização é essencial para conseguir honrar os compromissos. “Eu guardo todas as minhas faturas de contas, passo o ano todinho arquivando essa documentação, contas de água, luz, que eu pago, porque às vezes a operadora faz uma cobrança indevida e você tem como comprovar”, ensinou.

Ainda de acordo com ele, que tem esposa e duas filhas, toda a família colabora para a organização financeira. Assim fica mais difícil deixar passar alguma conta e mais fácil de saber quanto está disponível para gastar em idas a restaurantes e passeios em família.

Para o especialista em gestão Gilberto Alves, tudo é questão de hábito. Alguém que não tem este costume pode começar fazendo o planejamento da semana, depois passar para o mês e para o ano. “O primeiro passo é encontrar uma metodologia que agrade a ele, tem pessoas que usam aplicativos, tem pessoas que gostam de planilha, tem pessoas que gostam do papel, de uma agenda”, elencou.

Também é necessário, segundo Gilberto, poupar dinheiro para emergências. Para quem não tem altos valores disponíveis para investir, ele dá uma dica: Se você poupa R$ 30, R$ 10, já é um começo. Você começa com pequenos valores e vai aumentando”.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade