vendas-dia-das-crianças

Os gastos com lazer no Dia da Criança serão o item que mais vai onerar o bolso das famílias este ano, segundo estudo do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). Os preços desse segmento subiram em média 10,14% nos 12 meses até setembro deste ano, de acordo com dados do Índice de Preços ao Consumidor (IPC). O aumento está acima da inflação geral no período, que avançou 9,65%.

Nesta classe de despesa, chamam a atenção os aumentos registrados em salas de espetáculo, como cinemas, teatros e shows (19,46%), sanduíches (12,20%), sorvetes fora de casa (11,67%), entre outros, apesar do aumento real em gastos com lazer, a variação média dos produtos e serviços mais procurados para a comemoração do Dia das Crianças ficou em 9,19%, pouco abaixo da inflação geral.

Isso aconteceu porque as despesas com presentes e com itens de vestuário tiveram reajustes bem mais amenos do que a média. No caso dos presentes, a alta foi de 4,68% no período. Enquanto as bonecas ficaram 8,38% mais caras em 12 meses, produtos como aparelhos de TV e videogame tiveram queda nos preços. Já os itens de vestuário subiram 5,53%. As roupas registraram alta de 3,83% e não superaram a inflação. Já os preços dos calçados subiram 10,75%, superando o IPC

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade