TCE rejeita contas do prefeito de Vicência do exercício de 2018


A primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), em sessão realizada na manhã desta terça-feira (14), julgou irregulares as contas de gestão da Prefeitura de Vicência, relativas ao exercício financeiro de 2018, cujo o chefe do poder executivo é o prefeito Guilherme Nunes (Guiga).

O voto do conselheiro substituto, Marcos Nóbrega, relator do processo, destacou o fato de o município ter deixado de recolher ao VicênciaPrevi, dentro do exercício, a quantia de R$ 859.253,00 (Oitocentos e Cinquenta e Nove Mil, Duzentos e Cinquenta e Três Reais).

Na ocasião, foi abordado o fato do município ter extrapolado o limite de gastos com pessoal nos 3 quadrimestres do ano de 2018, alcançando 76% de gastos com pessoal, ferindo a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Com a reprovação das contas, o TCE-PE recomenda a Câmara Municipal de Vicência que rejeite as contas do exercício 2018.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade