Por mais um ano seguido, Fabinho e Guiga, figuram como prefeitos que menos receberam diárias na Mata Norte

Os gestores não usaram recursos públicos para custear passagens, alimentação e estadias quando precisaram se ausentar da cidade.


Enquanto alguns gestores têm gastos exorbitantes, pago pelos cofres públicos através de diárias, dois gestores prefeitos chamam a atenção por seguir em direção contrária, demonstrando zelo e responsabilidade com o erário público.

Pelo terceiro ano seguido, desde em que o Giro Mata Norte começou a fazer o levantamento de gastos de diárias, os prefeitos de Buenos Aires e Vicência, Fabinho Queiroz (PSD) e Guiga Nunes (Cidadania), respectivamente, figuram como os gestores que menos recebem pagamentos de diárias. O valor é sempre o mesmo R$ 0,00.

Em 2019 o município destinou 0,46% de todo seu orçamento para o pagamento de diárias, a seus servidores, que precisaram se ausentar do município para participaram de reuniões e capacitações ou até missões, representando a cidade. As diárias servem para custear refeições, transportes e até hospedagens, quando preciso.

Já o município de Vicência usou apenas 0,06% do orçamento para custear as despesas dos servidores com diárias.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade