Paulo destaca força de trabalho dos pernambucanos que vão atuar na fábrica da Shineray em Suape


IMG_4929RETRATISTA - ROBERTO PEREIRAA força de trabalho dos pernambucanos foi destacada pelo governador Paulo Câmara, nesta segunda-feira (29), durante a inauguração de mais um empreendimento estruturador do Polo Metalmecânico estadual, no Complexo Industrial Portuário de Suape. Com atuação no Brasil desde 2005, a montadora chinesa Shineray ergueu no Estado a primeira fábrica fora da China e a única planta de motocicletas no Brasil que fica fora da Zona Franca de Manaus. O empreendimento, que recebeu incentivo do Programa de Desenvolvimento do Setor Automotivo do Estado de Pernambuco (Prodeauto), contou com investimentos de R$ 130 milhões por parte dos chineses; e vai gerar, inicialmente, 250 empregos diretos, com produção em dois turnos.
 
Ao destacar os investimentos realizados nos últimos oito anos em infraestrutura e na política de incentivo fiscal para atração de novos investimentos para o Estado, o governador ressaltou a importância da qualificação profissional. “Desenvolvemos uma política para que os pernambucanos fossem os grandes beneficiados em todos os empreendimentos que estão vindo para desenvolver o nosso Estado. E a grande maioria das pessoas que vai trabalhar aqui é pernambucana, do entorno dessa região. Isso mostra, claramente, que essa política, que essa forma de pensar e agir, é a certa. E é com ela que vamos continuar a governar esse Estado”, cravou Paulo Câmara, que acionou o botão que deu início à linha de montagem da fábrica.
 
O chefe do Executivo estadual também garantiu que a confiança depositada em Pernambuco será retribuída “com muito trabalho, dedicação”. “Digo isso com a responsabilidade que temos para ultrapassar 2015; um ano complexo, onde temos dificuldade na questão do emprego e onde o Brasil não vai crescer, infelizmente. Um ano onde vamos ter que ter uma política cada vez mais responsável e o pé no chão. Mas não podemos baixar a cabeça. E eu conto com o apoio de todos os pernambucanos que querem o bem do nosso Estado, que querem que Pernambuco continue a crescer e se desenvolver; gerar emprego e ser um grande negócio para se investir”, salientou Câmara.
 
Mais uma vez, a localização estratégica do Complexo Industrial Portuário de Suape foi decisiva para atração do empreendimento. A facilidade para distribuição de produtos, aquisição de mão de obra e também para operação e implantação foram fatores considerados pele grupo chinês.  A montadora, erguida em um terreno adquirido em 2012, na parte localizada no Cabo de Santo Agostinho, contabiliza área total de 210 mil m2 e tem 60 mil m2 de área construída.
 
Na planta pernambucana serão fabricados veículos de duas e três rodas (ciclomotores, triciclos e quadriciclos), com peças trazidas da China com chassi nacional.  A capacidade de produção inicial é de 150 mil unidades por ano, podendo chegar a 250 mil quando estiver em plena operação. Os veículos serão revendidos por 250 concessionárias/pontos de venda localizados em 25 estados do País. Em outubro deste ano, o grupo já estuda a expansão da planta. A segunda etapa da fábrica contará com um laboratório de testes e pista exclusiva para motos On Road, Off Road e Street; laboratórios de montagem, armazenagem e qualidade.
 
Ao destacar o cenário de crise socioeconômica vivenciado pelo País, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões, enalteceu o “sentimento de combatividade” característico dos pernambucanos; e afirmou que o Estado “enfrenta a crise de frente”. “O pernambucano é um povo aguerrido, corajoso, otimista e criativo; que enfrenta as dificuldades de frente. Se em 2015 a gente está tendo essas alegrias, de novos negócios sendo anunciados, se o Estado enfrenta dessa maneira o momento terrível que o País está vivendo, a gente tem que ter esperança que o nosso esforço e trabalho dará resultados positivos”, pontuou.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade