MPPE instaura inquéritos civis para investigar processos licitatórios realizados pela Prefeitura de Carpina

A Promotoria investiga denúncias realizadas pelos vereadores Antônio Resende (PP) e Diogo Prado (PCdoB).


A Promotoria de Justiça da cidade de Carpina instaurou três inquéritos civis para investigar três processos licitatórios, realizados pela Prefeitura de Carpina, ao longo do ano de 2017. As investigações foram provocadas após denúncias realizadas pelos vereadores Antônio Resende (PP) e Diogo Prado (PCdoB).

O processo licitatório, para aquisição de ônibus escolares pela prefeitura, foi denunciado por Prado. Segundo o vereador houve direcionamento para a empresa Veneza Veículos, que foi a vencedora do certame.

Indícios de ilegalidade foram apontados, por Diogo, no processo de iluminação pública do município, na aquisição de material.

O mesmo procedimento de ilegalidade foi denunciado por Resende, no contrato da empresa GJB Locações e Serviços LTDA, que realizava a coleta de lixo, n o início de 2017.

Os proprietários e sócios das empresas estão sendo convocados, para prestar esclarecimentos, assim como o pregoeiro.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade