Juiz julga improcedente denúncia de compras de votos contra chapa Botafogo e Marcelo Pascoal

A denúncia teria sido formulada pelo ex-prefeito da cidade, Joaquim Lapa, derrotado nas eleições de 2016.


A falta de provas consistentes, que incriminaria a chapa vencedora das eleições 2016 em Carpina, fizeram com que o juiz eleitoral da 20ª Zona Eleitoral, Rildo Vieira Silva, julgasse improcedente a denúncia realizada pelo ex-prefeito da cidade de Carpina, Joaquim Lapa (PTB), contra o atual prefeito, Botafogo (PDT), e seu vice, Marcelo Pascoal (SD).

Joaquim acusava os eleitos de terem realizado compra de votos durante o pleito, ocorrido em outubro passado.

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral teria sido iniciada em dezembro de 2016, quando foi protocolada pelo ex-prefeito. Na peça Joaquim afirmava que haviam fortes indícios de que havia ocorrido o abuso do poder econômico da chapa vencedora, mas a materialidade não foi provada ao longo do processo.

Em decisão, proferida no último dia 06 de setembro, o juiz julgou improcedente a denúncia e indeferindo a inelegibilidade e a cassação dos diplomas dos eleitos. Com a decisão Botafogo e Pascoal sem mantem no cargo.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade