Integrantes do PCC são presos em Orobó

O grupo é acusado de cometer homicídios e assaltos a banco na região. Os presos são apontados por ser integrantes de um grupo criminoso, especializado em matar policiais.


Uma ação da Polícia Militar cominou com a prisão de quatro pessoas, na noite desta terça-feira (05), no município de Orobó. Os presos fazem parte da facção criminosa do estado de São Paulo, Primeiro Comando da Capital (PCC).

Os militares realizavam a operação Esforço Concentrado quando abordaram um veículo, onde estavam Alberico Manoel Nunes de Assunção, Gabriela de Góes Silva, Jean Paulo Viana Garcia e Severino Ramos dos Santos Ferreira. Dentro do veículo, que estava com placas adulteradas, foram encontrados um capuz, uma faca peixeira e um simulacro de pistola.

O automóvel foi roubado na cidade de Garanhuns, no mês passado.

O grupo é apontado pela polícia por ter praticado diversos crimes como tráfico e homicídio. No aparelho celular de Jean, conhecido como Cachorrão, foram encontradas conversas sobre um possível assalto a uma agência bancária na região. Contra Jean havia um mandado de prisão em aberto, por homicídio, cometido na cidade de Surubim, no mês de outubro deste ano.

De acordo com a polícia os acusados fazem parte do “bonde do Coringa” que se diz caçadores de “alemão” (policiais).

O grupo foi conduzido para a delegacia de plantão onde foram autuados.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade

  • Black Friday