Câmara aprova parecer pela rejeição das contas de ex-prefeito de Glória do Goitá

O ex-prefeito ainda tem outras 5 contas rejeitadas pelo TCE.|


Por 4 votos a favor, 1 contra e 3 abstenções a Câmara de Vereadores de Glória do Goitá, aprovou nesta segunda-feira (18), o parecer da CFO – Comissão de Finanças e Orçamento, pela rejeição da prestação das contas de 2006, do ex-prefeito Zenilto Miranda (PTB), conforme parecer do Tribunal de Contas do Estado – TCE.

A votação foi nominal votaram a favor do parecer os vereadores: Presidente Cícero Emiliano (PSL), Epitácio de Souza (PSD), Nildo Caboclo (MDB e Kaio Nery (DEM), o voto contrário foi da vereadora Monalisa Amorim (PTN). As 3 abstenções foram dos vereadores Berinho de Apoti (PCdoB), Marcos Preto (PTB) e Beto da Água (PMN).

Faltaram três vereadores na sessão: Valdeir Felix (PTB), Baxa Charuto (PTB) e Evandro Teodoro (PSB).

Formam a Comissão Epitácio de Souza (Presidente), Nildo Caboclo (Relator) e Beto da Água (Vogal)

O ex-gestor tem agora 15 dias para apresentar defesa, após notificação do Poder Legislativo Municipal. Após esse prazo, as contas seguem para votação em plenário.
Contra o ex-prefeito ainda tem outras 5 contas rejeitadas pelo TCE (2007; 2008; 2014; 2015 e 2016).

Em outubro de 2015, Zenilto Miranda foi afastado do cargo de prefeito pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro, na Operação Carona, que investiga desvios de recursos da educação no transporte escolar.

O ex-prefeito Zenilto Miranda responde na Justiça Federal processo por desvios de dinheiro na construção de uma creche municipal.

  • Últimas Notícias

  • Vagas de Empego

  • Publicidade

  • Black Friday